Adriana Silva completa a maratona olímpica em 47º | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Adriana Silva completa a maratona olímpica em 47º

Trajeto da prova passou por pontos turísticos de Londres/  Foto: Alaor Filho/AGIF/COBTrajeto da prova passou por pontos turísticos de Londres/ Foto: Alaor Filho/AGIF/COB

Londres- Em uma prova marcada pelas variações climáticas e cercada de história – foi em Londres que a prova ganhou os 195 metros adicionais aos tradicionais 42 quilômetros para que a família real pudesse assistir ao início da competição no jardim do Palácio de Windsor, nos Jogos Olímpicos de 1948 –, a brasileira Adriana Silva completou a maratona olímpica em 2h33min15s e ficou com a 47ª posição, na manhã deste domingo, 5 de agosto. A marca é quatro minutos superior ao seu melhor tempo.
 
Disputada em um circuito com três voltas de 12,875 km, acrescido de um trecho de 3,57 quilômetros no início da prova, a maratona olímpica desfilou pelos principais cartões postais da capital inglesa, com seus atletas correndo em frente ao Palácio de Buckingham, à Catedral de Saint Paul, a Trafalgar Square e ao Big Ben. Logo nos primeiros quilômetros, Adriana manteve um ritmo forte, junto ao pelotão das favoritas. Na marca de 10 quilômetros, passou a 35min25.
 
Na metade da prova, já mais afastada das líderes, Adriana começou a sentir o preço do ritmo forte imposto inicialmente. Mas a maratonista brasileira passou a recuperar posições após o trigésimo quilômetro, pulando onze postos até cruzar a linha de chegada, sob forte chuva. Depois de completar apenas a sexta maratona de sua vida, Adriana saiu feliz. “Estou contente porque foi uma experiência muito legal. Tive condição de acompanhar o início das etíopes e das quenianas e terminei passando pelas primeiras marcas mais forte do que deveria. Toda essa experiência vai me ajudar bastante para as próximas competições”, disse.  
 
O treinador de Adriana, Claudio Castilho, afirmou que o circuito escolhido, com mais de 90 curvas, embaralhou a disputa. “Foi uma prova extremamente técnica, que fez com que algumas favoritas não apresentassem o desempenho esperado. Foi um jogo de xadrez”, definiu. 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook