Brasil tem bons resultados no Mundial de Esgrima de Paris 2010

Os esgrimistas brasileiros estiveram fase decisiva do mundial, com a participação dos melhores da modalidade, em 5 dos 6 eventos disputados / Foto: DivulgaçãoOs esgrimistas brasileiros estiveram fase decisiva do mundial, com a participação dos melhores da modalidade, em 5 dos 6 eventos disputados / Foto: DivulgaçãoParis - O Brasil teve boa participação nas provas individuais do Campeonato Mundial de Esgrima 2010, disputado no Grand Palais, Paris. Os esgrimistas brasileiros estiveram presentes no quadro eliminatório de 64, fase decisiva da competição, com a participação dos melhores da modalidade, em 5 dos 6 eventos disputados. O melhor resultado foi de Renzo Agresta no sabre masculino: 25° posição.

Na espada masculina, Ivan Baumgartner foi eliminado pelo alemão Martin Schmitt e terminou na 46ª posição, entre 193 espadistas participantes. Pela espada feminina, a brasileira Cléia Guilhon chegou ao quadro de 64 eliminando a medalhista do G.P. de Montreal e Asiática, Mingfang Yin, da China, mas terminou derrotada pela japonesa Nozomi Nakano e ficou na 48ª posição, entre 136 participantes e 84 classificadas para o segundo turno.

No sabre masculino, Renzo Agresta derrotou o japonês Satoshi Ogawa no q64, mas não conseguiu se impor ao medalhista da competição, Nicolas Limbach, no q32 e terminou como 25°. Já no feminino, Karina Lakerbai ficou em 62ª depois de perder para a medalhista da competição, Sophia Velikai.

Além disso, o brasileiro Régis Tróis foi convocado pela Federação Internacional de Esgrima, FIE, para arbitrar as provas deste mundial. Com atuações em finais de Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais em seu currículo, Tróis tem graduação máxima no quadro de arbitragem da FIE.

No quadro geral das nações, o Brasil agora ocupa a 22ª posição num ranking de 58 países.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook