Erlon Silva e Ronilson Oliveira são os novos integrantes do Time Rio

Erlon Silva e Ronilson Oliveira, classificados para a prova de C2 1000 de canoagem velocidade nos Jogos Olímpicos de Londres / Foto:  Divulgação Erlon Silva e Ronilson Oliveira, classificados para a prova de C2 1000 de canoagem velocidade nos Jogos Olímpicos de Londres / Foto: Divulgação Rio de Janeiro - Erlon Silva e Ronilson Oliveira, classificados para a prova de C2 1000 de canoagem velocidade nos Jogos Olímpicos de Londres, são os novos integrantes do Time Rio, projeto de investimento da Prefeitura do Rio com apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para preparação de atletas para Londres 2012.

Erlon e Ronilson garantiram a vaga olímpica ao conquistar a medalha de prata no C2 1000 nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, no ano passado. Os dois se juntam a Barbara Leôncio, Evelyn Santos, Rosângela Santos (atletismo), Nivalter Santos (canoagem), Diego Hypolito, Jade Barbosa (ginástica artística), Rafaela Silva, Kaio Márcio (natação), Cesar Castro (saltos ornamentais), Natália Falavigna (taekwondo), Patrícia Freitas e Ricardo Winick (vela) como integrantes do Time Rio.

“O COB acredita muito no potencial de evolução da canoagem brasileira. Erlon e Ronilson são talentosos, responsáveis, comprometidos e já alcançaram bons resultados internacionais. Como eles já vinham sendo atendidos pela área de projetos especiais do COB, já têm uma boa base para receberem o suporte do Time Rio”, afirmou o gerente geral de desenvolvimento e projetos especiais do COB, Jorge Bichara.

O COB atua na coordenação da parte técnica do projeto Time Rio, em parceria com as Confederações Brasileiras Olímpicas e as demais entidades esportivas aos quais os atletas estão ligados. Uma das características da iniciativa é a preocupação com a estrutura que cerca o atleta de alto rendimento e a utilização das ciências do esporte em sua preparação. O projeto vem permitindo a esse grupo de atletas o treinamento e a participação em competições no Brasil e no exterior, a aquisição de equipamentos e a utilização de equipe multidisciplinar formada por treinadores, coordenadores técnicos, preparadores físicos, fisiologistas, bioquímicos, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e massagistas, de acordo com a necessidade de cada atleta.

O judoca Flávio Canto, que fazia parte do Time Rio, deixou de competir e agora se dedica ao treinamento de judô em solo da seleção brasileira. Apesar de deixar o Time Rio, Canto afirmou que este é o projeto mais consistente de que participou ao longo de sua carreira. “O Time Rio é o melhor projeto que já vivenciei. Enquanto a maior parte dos projetos tem como foco o salário aos atletas, o conceito do Time Rio vai muito mais além, pois tem a preocupação de oferecer um alto nível de serviços que realmente prepara um atleta de ponta. Toda a proposta de trabalho do COB é acertada com o atleta e a comissão técnica, de forma a criar as melhores condições de treinamento e competição. Para mim o Time Rio é uma revolução na cultura de valorizar os profissionais da comissão técnica da mesma forma que o atleta. Fico muito agradecido por tudo o que foi feito por mim nesses últimos dois anos, inclusive nos sete meses em que fiquei parado devido a uma lesão no joelho. Esse período inativo em 2011 acabou me afastando da disputa pela vaga olímpica”, afirmou Flávio Canto.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook