Érika de Souza reestreia na LBF em clássico e reedição da final

Érika de Souza reestréia na LBF nesta quinta-feira / Foto: Robson NunesÉrika de Souza reestréia na LBF nesta quinta-feira / Foto: Robson Nunes

Recife - Érika de Souza, pivô da Seleção Brasileira e do UNINASSAU/América, volta a disputar a Liga de Basquete Feminino (LBF) nesta quinta-feira (04 de fevereiro), às 21 horas (horário de Brasília), contra o Corinthians/Americana, no Ginásio Wilson Campos, em Recife (PE). O retorno da jogadora ao basquete nacional se dá depois de uma experiência de três meses no Adana Aski, da Turquia.
 
"Estou muito feliz por voltar a jogar a LBF, principalmente pelo América, que foi o time que me acolheu desde quando voltei ao Brasil pela primeira vez. Aqui estou ao lado de grandes jogadoras, um técnico que admiro muito, o Roberto Dornelas, e uma comissão técnica que dá o coração pela equipe", afirmou a pivô.
 
A pivô entra em quadra em solo brasileiro novamente para disputar o mesmo duelo que foi o seu último com o time esmeraldino, contra Americana. Antes de ir para a Europa, em 2015, Érika foi uma das protagonistas da série final da LBF 2014/2015 entre a equipe pernambucana e a paulista, que acabou com o elenco comandado pelo técnico Antonio Carlos Vendramini campeão.
 
Apesar da derrota na terceira partida na final, Érika teve participação crucial no duelo apertado, cujo resultado foi 79 a 77, anotando um impressionante duplo-duplo de 23 pontos e 18 rebotes. A reedição dessa final, que também é um dos maiores clássicos do basquete nacional, traz uma dose a mais de emoção e desejo de superar o rival.
 
"Todo mundo sempre espera América contra Americana, e para nós, jogadoras, a expectativa é muito grande, principalmente porque esse tipo de rivalidade traz o melhor de cada uma dentro da quadra. Eu sempre jogo dando 100% de mim não importa quem seja o adversário, e em situações como essa não tem como negar que a vontade de vencer fica ainda maior", disse a jogadora.
 
"Americana é o atual campeão e um time muito forte, mas o América não está nem um pouco atrás. Temos um elenco muito forte, bem entrosado e focado. Sabemos que a final da última temporada ficou por um fio, ou melhor, apenas dois pontos, então não temos medo nem vamos inseguras para esse reencontro. Estudamos muito. Estamos preparadas para segurar o ataque corintiano, que conta com um poder ofensivo forte, e vamos explorar as falhas na defesa para alcançar uma vantagem no placar", analisa Érika.
 
Em sua história na LBF, Érika de Souza coleciona médias de 13,7 pontos e 9,2 rebotes por jogo. No total, a pivô jogou 57 partidas em três temporadas, duas com o Sport Club do Recife e uma com o América. 
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook