Com brasileiros na torcida, EUA bate Austrália e faz final inédita com a França

 Bandeira brasileira na Arena Greenwich, para Estados Unidos x Austrália / Foto: Humberto Deveza / EA Bandeira brasileira na Arena Greenwich, para Estados Unidos x Austrália / Foto: Humberto Deveza / EA

Londres - A campanha brasileira no basquete feminino não foi como esperado. A expectativa de alguns torcedores era de que as meninas avançassem às fases eliminatórias do torneio. Por isso muitos brasileiros que vieram a Londres ver as competições do basquete compraram ingressos para as quartas de finais, semifinais e alguns muito confiantes até da final olímpica. Infelizmente, após quatro derrotas e uma vitória, quando bateram a Grã-Bretanha mesmo já eliminadas, as jogadoras do Brasil voltaram para casa mais cedo.

E nesta quinta-feira na Arena North Greenwich, quando Estados Unidos x Austrália e França x Rússia fizeram as duas semifinais da noite, vários brasileiros estiveram presentes. Era possível identificar pelo menos três bandeiras em pontos diferentes da arena. Muitos escolheram um time para torcer e gritar a favor.

No jogo, domínio das americanas a partir do terceiro quarto / Foto: Humberto Deveza / EANo jogo, domínio das americanas a partir do terceiro quarto / Foto: Humberto Deveza / EA

Dentro da quadra, no primeiro jogo, uma disputa acirradíssima. A Austrália dominou os dois primeiros quartos, mas sempre com pouca vantagem sobre a equipe norte-americana. O resultado foi um recomeço de jogo arrasador para os EUA a partir do terceiro quarto. Já no último a vitória se consolidou com um placar de 86 a 73 e os Estados Unidos chegaram à sua quinta final consecutiva de Olimpíada no basquete feminino.

O outro jogo da noite foi uma verdadeira surpresa. As francesas, que participaram do torneio olímpico apenas pela segunda vez na história, despacharam a Rússia e chegaram a sua primeira final olímpica. Muito graças às assistências e rebotes de Lawson-Wade, que marcou 18 pontos para sua equipe.

A disputa final ocorre no sábado, às 17h (horário de Brasília).

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook