Brasil busca resultados expressivos no Mundial de Ginástica Artística em Doha

Brasil busca resultados expressivos no Mundial de Ginástica Artística em Doha  / Foto: Ricardo Bufolin/CBGBrasil busca resultados expressivos no Mundial de Ginástica Artística em Doha / Foto: Ricardo Bufolin/CBG

São Paulo - Um passo de cada vez. Esse é o lema das equipes brasileiras que irão disputar o Campeonato Mundial de Ginástica Artística de 2018, em Doha (Qatar), de 25 de outubro a 3 de novembro. Embora conte com ginastas experientes, que já subiram ao pódio em Jogos Olímpicos e Mundiais, a comissão técnica pede foco total dos atletas em cada uma das provas e quer, antes de pensar em chances de medalhas, assegurar um bom número de vagas nas finais.
 
"A expectativa para 2018 para as equipes brasileiras é avançar ao maior número de finais possíveis, aumentando assim a possibilidade de resultados expressivos", afirmou Henrique Motta, chefe de delegação e coordenador geral da ginástica artística masculina e feminina da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica).
 
As seleções masculina e feminina fizeram aclimatação de mais de uma semana em Doha e mostraram muito progresso durante esse período. Tanto no treino de pódio do masculino, na segunda-feira (22), quanto no feminino, nesta quarta (24), o desempenho dos ginastas foi aprovado.
 
“Os treinamentos de pódio das duas equipes foram muito bons e as nossas equipes estão preparadas para o Mundial”, disse Motta. A equipe masculina entrará em ação na sexta-feira (26), pela subdivisão 10, a partir das 14h (horário de Brasília). Já o time feminino competirá no domingo (28), a partir das 7h30.
 
A comissão técnica definiu nesta quarta-feira a ordem dos aparelhos na equipe masculina.
 
Solo - Lucas Bitencourt, Arthur Nory, Arthur Zanetti e Caio Souza; cavalo com alças: Caio Souza, Lucas Bitencourt, Francisco Barreto e Arthur Nory; argolas: Lucas Bitencourt, Caio Souza, Arthur Zanetti e Francisco Barreto; salto: Arthur Nory, Lucas Bitencourt, Arthur Zanetti (dois saltos) e Caio Souza (dois saltos); paralela: Arthur Nory, Lucas Bitencourt, Francisco Barreto e Caio Souza; e barra fixa: Lucas Bitencourt, Arthur Nory, Caio Souza e Francisco Barreto
 
No ano passado, em Montréal, no Canadá, os ginastas brasileiros atingiram quatro decisões. Thaís Fidélis, com apenas 16 anos e em sua estreia em Campeonatos Mundiais, fez uma excelente apresentação no solo e terminou na quarta posição.
Além de chegar às disputas pelo pódio, outra meta dos brasileiros é terminar entre os 24 primeiros países do mundo para poder participar com equipes completas do Mundial de 2019, quando serão definidas a maior parte das vagas para a Olimpíada de Tóquio, em 2020. 
 
Dos 12 atletas convocados para Doha, dez já disputaram finais de provas individuais em Mundiais ou Jogos Olímpicos. Entre eles estão Arthur Zanetti, dono de um ouro e uma prata nas argolas em Olimpíadas, e Arthur Nory, medalhista de bronze no solo na Rio-2016. Os dois haviam sido poupados do Campeonato Pan-Americano, em setembro.
 
"Os retornos de Zanetti e Nory fortalecem muito o grupo na disputa por equipes, visto que são ginastas medalhistas olímpicos", disse Motta. O time masculino é composto por Nory, Zanetti, Caio Souza, Francisco Barretto, Lucas Bitencourt e Leonardo de Souza. As mulheres irão competir com Anna Júlia Reis, Flávia Saraiva, Jade Barbosa, Lorrane Oliveira, Rebeca Andrade e Thaís Fidélis. 
 
Programação:
 
Quinta (25)
2h30 - Cerimônia de abertura
3h - 15h30 - Classificatório masculino
 
Sexta (26)
3h - 15h30 - Classificatório masculino (Brasil competirá às 14h, na subdivisão 10, ao lado de China, Hungria e Argentina)
 
Sábado (27)
3h - 15h30 - Classificatório feminino
 
Domingo (28)
3h - 15h30 - Classificatório feminino (Brasil competirá às 7h30, na subdivisão 9, ao lado de Rússia, Grã-Bretanha, Turquia e Dinamarca)
 
Segunda (29)
10h - 11h30 - Final por equipes masculina
 
Terça (30)
10h - 12h - Final por equipes feminina
 
Quarta (31)
10h - 12h - Final individual geral masculino
 
Quinta (1)
10h - 11h30 - Final individual geral feminino
 
Sexta (2)
10h - Solo - masculino
10h30 - Salto - feminino
11h30 - Cavalo com alças - masculino
12h - Paralelas assimétricas - feminino
12h30 - Argolas - masculino
 
Sábado (3)
10h - Salto - masculino
10h40 - Trave feminina
11h30 - Paralelas - masculino
12h - solo - feminino
12h30 - Barra fixa
 
Veja os convocados:
 
Ginástica Artística Feminina 
Anna Júlia Reis – CEGIN 
• Flávia Saraiva - CRF
• Jade Barbosa - CRF
• Lorrane Oliveira – CRF 
• Rebeca Andrade - CRF
• Thaís Fidélis – CEGIN
Treinadores: Francisco Porath Neto, Iryna Ilyashenko e Valeri Liukin
Chefe de Equipe: Juliana Fajardo
Fisioterapeuta: Mariana Weschenfelder
Árbitras: Elaine Gueriero e Yumi Sawasato
 
Ginástica Artística Masculina 
Arthur Nory - ECP 
• Arthur Zanetti - SERC 
• Caio Souza - SBC
• Francisco Barretto - ECP 
• Lucas Bitencourt - MTC 
• Leonardo de Souza - MTC
Treinadores: Cristiano Albino, Marcos Goto e Ricardo Yokoyama
Chefe de Equipe: Leonardo Finco
Massoterapeuta: Julio Bransford de Oliveira
Médico da Aclimatação: Dr. Breno Schor
Médico do Mundial: Dr. Rodrigo Sasson
Árbitros: Edgard Vernetti Ferreira e Robson Caballero
Chefe de delegação: Henrique Motta
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook