Vôlei Osasco-Audax enfrenta o Curitiba Vôlei pela Superliga

Camila Brait e Paula Pequeno / Foto: João Pires / FotojumpCamila Brait e Paula Pequeno / Foto: João Pires / Fotojump

Osasco - O ano novo começa nesta terça-feira (8) para o Vôlei Osasco-Audax. Após o recesso do Natal e Réveillon, a equipe enfrenta o Curitiba Vôlei, a partir das 20h, na capital paranaense. Walewska, Camila Brait, Angela Leyva, Mari Paraíba e cia. buscam a quinta vitória na competição nacional e os três pontos para iniciar a ascensão na tabela da Superliga a partir da primeira partida pela Superliga em 2019.
 
Atualmente, o Vôlei Osasco ocupa a oitava colocação na Superliga e vai encarar uma das surpresas da temporada 2018/19 da Superliga. O Curitiba Vôlei está na sexta posição na classificação geral, quatro pontos à frente das osasquenses. “A pausa para as festas de final de ano foi importante para a cabeça e o corpo. Pudemos descansar bem ao mesmo tempo que mantivemos o trabalho de condicionamento físico”, explica a levantadora Claudinha.
 
A levantadora acredita que Osasco terá um 2019 melhor que o final de 2018. “Temos uma equipe forte e acredito que podemos reagir na competição, que está completamente aberta. Os adversários sabem o peso dessa camisa. E sabemos que é preciso respeitar todos os rivais para apresentar nosso melhor vôlei e conquistar as vitórias. Com muito trabalho, foco e união, vamos buscar os primeiros lugares na tabela de classificação”, completa Claudinha.
 
A partida contra o Curitiba Vôlei é a penúltima do primeiro turno da Superliga. O Vôlei Osasco-Audax encerra sua participação na metade inicial da da fase de classificação jogando novamente fora de casa. Na sexta-feira (11), encara o BRB/Brasília Vôlei, a partir das 20h, no Distrito Federal. O reencontro com sua fanática torcida será na abertura do returno, dia 18 de janeiro, diante do São Cristóvão Saúde/ São Caetano.
 
Time do sonho – De acordo com a estatística da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o Vôlei Osasco-Audax mantém três atletas na seleção da Superliga. A central Walewska, a ponteira Mari Paraíba e a líbero Camila Brait continuam a figurar no Time do Sonho. A peruana Angela Leyva também figura na lista de destaques e está no Time do Sonho 2.
 
Camila Brait figura em segundo lugar na lista de melhores atletas no quesito recepção, com 71% de aproveitamento. Mari Paraíba também está nessa lista. A ponteira do Vôlei Osasco-Audax aparece em quinto lugar entre as principais passadoras da Superliga, com 67% de acertos. A central Walewska está na quarta posição entre as bloqueadoras mais eficientes, com 24 pontos marcados nesse fundamento.
 
Equipe para a temporada 2018/19 - O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne - e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook