Vôlei Osasco-Audax derrota o Curitiba por 3 a 0 pela Superliga

União em quadra  / Foto: João Pires / FotojumpUnião em quadra / Foto: João Pires / Fotojump

Osasco - O Vôlei Osasco-Audax iniciou 2019 do jeito que seu torcedor gosta: com vitória. Na noite desta terça-feira (8), no ginásio da Universidade Positivo, bateu o estreante Curitiba Vôlei por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/20 e 25/22, em 1h21min, conquistando o quinto resultado positivo no primeiro turno da Superliga e começando com o pé direito sua jornada rumo às primeiras posições na tabela de classificação.
 
Com 19 acertos, a oposta Hooker foi a maior pontuadora da partida e, com isso, foi eleita para receber o troféu VivaVôlei. Tão importante como a atuação da norte-americana foi o jogo coletivo de Osasco, como aponta a central Nati Martins. “Depois de 12 dias de recuperação com a pausa para as festas de final de ano, o time teve tempo para pensar, analisar o que vinha errando. Voltamos de forma totalmente diferente, dispostas a lutar pela vitória e jogar como um time muito unido. E isso foi o diferencial, com uma ajudando a outra. Foi muito bom".
 
O técnico Luizomar também saiu de quadra feliz com o resultado e o desempenho do Vôlei Osasco-Audax. "Vitória importante nessa retomada da Superliga. O time de Curitiba vem fazendo uma grande campanha nessa temporada de estreia no nacional, é um adversário direto do nosso time na busca para melhorar sua classificação. Temos muita coisa para fazer, mas a equipe teve um bom comportamento e seguimos em frente", analisou o treinador.
 
A partida contra o Curitiba Vôlei foi a penúltima do primeiro turno da Superliga. O Vôlei Osasco-Audax encerra sua participação na metade inicial da fase de classificação jogando novamente fora de casa. Nesta sexta-feira (11), encara o BRB/Brasília Vôlei, a partir das 20h, no Distrito Federal. O reencontro com sua fanática torcida será na abertura do returno, dia 18, diante do São Cristóvão Saúde/ São Caetano.
 
O jogo - O Vôlei Osasco soube impor seu jogo no primeiro set. Com um bloqueio de Walewska, fez 15/10. As donas da casa tentaram reagir, mas a equipe visitante conseguiu controlar a partida. A peruana Angela Leyva, com uma largadinha, deu número finais à parcial: 25/20.
 
O segundo set repetiu a tônica e o placar da primeira parcial. O Vôlei Osasco-Audax seguiu impondo seu ritmo. Hooker desceu o braço, as visitantes fizeram 8/4. Com saque complicando o passe das adversárias, as osasquenses encaminharam a vitória, que veio com Walewska, na bola de check para fazer 25/20.
 
O terceiro set começou mais equilibrado, com 4/4 no placar. Após uma série de boas defesas da líbero Camila Brait, Osasco fez 11/8. Disposto a não entregar os pontos, Curitiba empatou novamente no 12/12 e passou à frente no 14/12. Contudo, as comandadas de Luizomar reagiram. Empataram, retomaram a frente e com uma 'marretada' de Hooker fizeram 19/16. Embaladas pela boa atuação da oposta norte-americana, fecharam em 25/22.
 
O Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Carol Albuquerque (4), Hooker (19), Walewska (7), Nati Martins (10), Mari Paraíba (4), Angela Leyva (9) e a líbero Camila Brait. Entraram: Kika, Domingas. Técnico: Luizomar de Moura.
 
O Curitiba Vôlei jogou com Ju Paes, Mariana Aquino (3), Talia Costa (4), Ana Cristina (1), Valeskinha (5), Viviane (1), Lascano (5), Sabrina (9), Pri (8), Isabela Paquiardi (8) e a líbero Aninha.
 
Equipe para a temporada 2018/19 - O Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco para a temporada 2018/19. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que jogaram na Seleção Brasileira recentemente – Claudinha e Lorenne - e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait, a norte-americana Hooker e a peruana Angela Leyva. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e a ponteira/oposta Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni, e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook