Vôlei Osasco-Audax bate Balneário Camboriú e conquista vitória fora de casa

Nati Martins comemora com o time   / Foto: João Pires / FotojumpNati Martins comemora com o time / Foto: João Pires / Fotojump

Osasco - O Vôlei Osasco-Audax bateu o Vôlei Balneário Camboriú na noite desta sexta-feira (7), em Santa Catarina, para conquistar a quarta vitória em seis rodadas da Superliga 2017/18.
 
 Foi o segundo resultado positivo seguido fora de casa (na terça-feira derrotou o Hinode Barueri). Com bom volume e consistência, a equipe osasquense construiu o resultado de forma tranquila. As comandadas de Luizomar marcaram 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/20 e 25/23, em 1h15min.
 
Com 14 acertos, Nati Martins só ficou atrás de Hooker, com 16, como a maior pontuadora da partida. A central recebeu o troféu VivaVôlei, mas não pela escolha do público que acompanhou o jogo pela Internet, no Canal Vôlei Brasil, mas das mãos de Angela Leyva, eleita pelos torcedores online. “O prêmio tem que ser dado a quem faz a diferença e hoje quem fez a diferença foi a Nati. Todo o time jogou junto, mas ela mereceu”, afirmou a ponteira peruana que, curiosamente viveu uma situação parecida na rodada passada, quando ficou com VivaVôlei de Camila Brait, que também considerou a companheira mais merecedora.
 
“Quero agradecer a Angela Leyva pela atitude. Estou muito feliz com a vitória, que é de todo time. Também temos que reconhecer o potencial do adversário. Mas o importante é a vitória do conjunto em uma competição tão difícil como a Superliga”, comentou a central Nati Martins. Quem também gostou foi o técnico Luizomar. “Fizemos dois primeiros sets muito consistentes, com poucos erros. No terceiro caímos um pouco, principalmente no saque, pois foi a parcial que mais falhamos nesse fundamento. Mas, no geral, a atuação da equipe me agradou bastante pela consistência”, analisou o treinador.
 
O jogo – O Vôlei Osasco-Audax mostrou maior volume de jogo no primeiro set. Angela Leyva acertou um ace para fazer 10/6 e iniciar a deslanchada das visitantes no placar. Com bons saques provocando erros do lado de Camboriú, a equipe osasquense não teve dificuldades para encaminhar a vitória. Mari Paraíba conseguiu o ponto após três bloqueios das adversarias (23/26) e depois fechou a parcial em 25/17.
 
Leyva abriu o segundo set cravando a bola na quadra adversária. Mas a parcial não tão foi tranquila quanto a primeira. Camboriú diminuiu o número de erros e passou a pressionar a recepção de Osasco. O placar mais apertado em alguns momentos, mas as comandadas de Luizomar não perderam o controle da partida. As centrais Nati Martins e Walewska conseguiram mais dois pontos diretos do saque (18/14 e 24/18, respectivamente) e Hooker deu números finais à parcial: 25/20.
 
O início do terceiro set foi arrasador para o Vôlei Osasco: 6/1. Porém, erros de saque e falhas na recepção colocaram Camboriú de volta na partida. Tanto que, com bons bloqueios, conseguiram empatar no 18/18 e chegaram a assumir a ponta no rodízio seguinte. Mas Claudinha seguiu colocando suas atacantes para jogar e as estrangeiras resolveram. Um bloqueio de Leyva levou as visitantes ao set point (24/22) e Hooker atacou para fechar em 25/23 e o jogo em 3 sets a 0.
 
O Vôlei Osasco-Audax entrou em quadra com Claudinha (1), Hooker (16), Walewska (7), Nati Martins (14), Mari Paraíba (7), Angela Leyva (10) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar de Moura. Entraram: Carol Albuquerque, Lorenne (1), Vivi.
 
O Balneário Camboriú entrou em quadra com Ariele, Pri Hekdes (2), Ivna (11), Paula (12), Adri Vilvert (9), Ana Guth (3) e a líbero Silvana. Técnico: Maurício Thomas. Entraram: Rosane (1), Raquel (4), Ariane (8).
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook