Vôlei Osasco-Audax busca dobradinha para conquistar heptacampeonato paulista

Claudinha e Nati no bloqueio  / Foto: João Pires/FotojumpClaudinha e Nati no bloqueio / Foto: João Pires/Fotojump

Osasco - Vencer e vencer. Esta é, literalmente, a missão do Vôlei Osasco-Audax na segunda rodada da final do Campeonato Paulista 2018. Se conseguir bater o Sesi Vôlei Bauru duas vezes – na partida e no Golden Set - na noite desta segunda-feira (5), a partir das 19h15, no ginásio Panela de Pressão, na casa do adversário, conquistará o heptacampeonato estadual. O Sportv 2 anuncia a transmissão da partida.
 
A vantagem da série decisiva é do Sesi Bauru, que venceu o primeiro jogo por 3 sets a 2 em uma verdadeira batalha de mais de duas horas na sexta-feira (2), no ginásio José Liberatti. Além de jogar em casa nesta segunda-feira, é o único time invicto no Campeonato Paulista. A equipe de Osasco reconhece a dificuldade, mas em sua oitava final estadual consecutiva, transforma adversidade em motivação.
 
Para Paula Pequeno, apesar da dolorosa derrota no primeiro jogo da final (17/15 no quinto set), não há tempo para lamentação. “Bauru montou um bom time e vamos precisar jogar com muita técnica, tática e garra na casa delas. Mas acredito na equipe de Osasco, na união das atletas e na competência da comissão técnica. Vamos com tudo para conquistar esse título”, avalia a ponteira. “Cometemos muitos erros bobos na partida da sexta-feira, que nos custaram a vitória. Precisamos corrigir e trabalhar muito o sistema bloqueio e defesa”, completa.
 
Walewska lembra que é preciso conter a ansiedade e focar em uma meta de cada vez. O objetivo é ganhar o segundo confronto da série final e depois se concentrar no Golden Set (parcial extra até 25 pontos), que será disputado na sequência da rodada de segunda-feira. “É um desafio muito grande, porque temos um grupo renovado e vamos enfrentar um adversário forte e que está invicto no estadual. Mas mostramos nossa força, nosso potencial, na abertura da final e vamos usar essa força para buscar o título na base da virada, como fizemos na semifinal”, afirma a central. 
 
O Vôlei Osasco-Audax também saiu atrás na semifinal e reverteu o resultado, como lembra Walewska. Na série contra o Hinode Barueri, as comandadas de Luizomar foram superadas na primeira partida. Na volta, conquistaram a vitória dupla, no segundo jogo e no Golden Set, para carimbar o passaporte para a oitava final consecutiva de campeonato estadual. “Vamos seguir lutando e acreditando até o fim para conquistar mais essa virada. E essa vale título”, completa a líbero Camila Brait.
 
Time para a temporada 2018/19 - Atual hexacampeão Paulista e tricampeão da Copa Brasil – títulos conquistados na temporada passada – o Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que estavam defendendo a Seleção Brasileira – Claudinha e Lorenne - e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait e a norte-americana Hooker. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e as ponteiras Angela Leyva e Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook