Eleito pela 7ª vez melhor da esgrima, Renzo Agresta comemora temporada 2012

 Renzo Agresta: sete vezes campeão brasileiro, duas medalhas pan-americanas e eleito pela sétima vez o melhor atleta do ano na esgrima / Foto: Gaspar Nóbrega / Inovafoto / COB Renzo Agresta: sete vezes campeão brasileiro, duas medalhas pan-americanas e eleito pela sétima vez o melhor atleta do ano na esgrima / Foto: Gaspar Nóbrega / Inovafoto / COB

Rio de Janeiro - Sete vezes campeão brasileiro, duas medalhas pan-americanas e eleito pela sétima vez o melhor atleta do ano na esgrima. Esse é o currículo do brasileiro Renzo Agresta, atleta do sabre que representou o país nos Jogos Olímpicos de Londres. No dia 18 de dezembro, Renzo receberá, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, o título do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) de melhor atleta em sua modalidade pelo desempenho no ano de 2012.
 
“Ser indicado em tantos anos mostra que o trabalho que venho desenvolvendo tem sido bem feito e tem dado resultados. É um reconhecimento muito importante e que conquistei graças ao apoio da Petrobras, do Esporte Clube Pinheiros e do Bolsa-Atleta”, ressalta Renzo, que recebe o benefício do programa do Ministério do Esporte desde 2010. O atleta foi eleito o melhor do ano por cinco edições consecutivas (2004, 2005, 2006, 2007 e 2008) e também faturou o prêmio na primeira edição, em 2002.
 
Segundo Renzo, 2012 foi um importante ano em sua carreira: ele alcançou a 16ª colocação no ranking mundial, a melhor já alcançada por um brasileiro na modalidade. Além disso, o sabrista ficou entre os oito colocados no Grand Prix da Bulgária, em fevereiro. “Este foi um ano muito bom. Para fechar de um jeito melhor a temporada só faltou mesmo a medalha olímpica”, disse o atleta, ao ressaltar que terá outra chance de subir ao pódio nos Jogos Olímpicos Rio 2016. E para alcançar mais esse objetivo, fora a rotina intensa de treinos, o atleta contará com uma aliada: a torcida brasileira.
 
“A energia do brasileiro na torcida é sempre bem-vinda. Tive a felicidade de disputar o Pan do Rio em 2007, quando fui bronze, e espero que a torcida também me ajude a conquistar uma medalha nos Jogos do Rio 2016”, completou. Em 2013, o esgrimista terá duas competições importantes: o Mundial da Hungria, em agosto, e o Pan-Americano da modalidade na Colômbia, em junho. Para a preparação para 2016, o atleta apostará em competições e temporadas na Europa.
 
Prêmio Brasil Olímpico - A escolha dos melhores atletas em cada uma das 43 modalidades e a definição dos três indicados em cada categoria, masculina e feminina, para concorrer ao Troféu Melhor do Ano no Esporte foram realizadas por um júri composto por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte. 
 
Considerado o Oscar do esporte brasileiro, o Prêmio Brasil Olímpico 2012 prestará homenagens ainda às categorias Melhor Técnico Individual e Coletivo; Troféu Adhemar Ferreira da Silva; Melhores atletas das Olimpíadas Escolares e Universitárias; além de uma homenagem especial aos medalhistas dos Jogos Olímpicos Londres 2012.