Gideoni Monteiro conquista importante resultado na Irlanda

Ciclista do HTPro Team foi o sétimo colocado na prova da omnium no Dublin Track Cycling International / Foto: DivulgaçãoCiclista do HTPro Team foi o sétimo colocado na prova da omnium no Dublin Track Cycling International / Foto: Divulgação

Irlanda - O ciclista Gideoni Monteiro (Indaiatuba / Shimano / HTPro Nutrition) conquistou neste fim de semana um importante resultado visando garantir uma vaga na Copa do Mundo UCI de Ciclismo de Pista, competição classificatória para o Campeonato Mundial da modalidade.
 
Gideoni encerrou em sétimo lugar a disputa da omnium no Dublin Track Cycling International, na Irlanda. O atleta do HTPro Team somou 81 pontos em quatro corridas, contra 159 do campeão, o dinamarquês Niklas Larsen. Frederik Madsen (DIN) foi o vice, com 140, e Ethan Hayter (GBR) completou o pódio, ao somar 107.
 
A disputa da omnium conta com um novo formato após a Rio 2016, competição em que Gideoni Monteiro colocou o Brasil na disputa após um jejum de 24 anos sem um brasileiro no velódromo olímpico. A modalidade conta agora com quatro corridas em um único dia e não mais seis divididas em duas datas, como era antes. Em Dublin, a omnium teve na programação o scratch 10k, tempo 10k, eliminação e prova por pontos de 30 km.
 
"O nível da disputa estava bem alto, uma vez que tinha ciclistas do primeiro escalão, competidores de Copa do Mundo e da Olimpíada Rio 2016. O foco dos atletas é o mesmo, pontuar para garantir uma vaga na Copa do Mundo. Já deu para ver como estão minhas pernas neste primeiro desafio e, de um modo geral, estou satisfeito com meu resultado", contou Gideoni. "Agradeço a Confederação Brasileira de Ciclismo, por todo apoio que está me dando para a realização desta viagem, bem como meus demais patrocinadores", finalizou.
 
O período de provas na Europa faz parte de uma programação a longo prazo do atleta, para garantir participação nas principais competições de ciclismo de pista no mundo. "Preciso disputar as corridas do ranking UCI para somar pontos e, quando fechar o calendário deste ano, tentar uma vaga nas etapas da Copa do Mundo. Para isso, é necessário estar no top 24 mundial. Em seguida, fazendo todas as etapas da Copa, necessito estar entre os 21 melhores do circuito para fazer o Mundial. É um sistema que vai afunilando até o principal evento anual para nós", contou Gideoni, que somou 120 pontos com o sétimo lugar e ocupa a 47ª posição no ranking mundial.
 
Desta forma, além de tentar as vagas nestas duas competições, o ciclista já iniciou sua preparação para competir na Olimpíada de Tóquio 2020. "Para o ranking olímpico serão somados a pontuação de duas temporadas, 2018/2019 e 2019/2020, com os resultados da Copa do Mundo, Campeonato Mundial e Pan-Americano. Por isso, de uma certa forma, já é um trabalho visando Tóquio, mas, desta vez comecei antes. Para Rio 2016, comecei em 2014. Agora, começo um ano antes, para chegar forte em novembro de 2018, quando inicia o ciclo olímpico. O ciclo anterior foi repleto de aprendizados para mim e para a CBC, e agora estamos ainda mais fortes e bem planejados", destacou.
 
Na Europa desde o dia 26 de junho, Gideoni está em um período de treinamento no Centro Mundial de Ciclismo, em Aigle, na Suíça, município localizado a cerca de 100 km de Genebra. Sua próxima competição será nesta semana, a 6 Giorni delle Rose 2017, na Itália. A competição será realizada na cidade de Fiorenzuola e vai de 6 a 11 de julho, com diversas provas na programação.  
 
Nutrição - Se dentro das pistas Gideoni preocupa-se apenas em pedalar rumo ao topo do pódio, fora o ciclista tem o que há de melhor na suplementação esportiva para garantir força e energia. Antes das competições, Gideoni utiliza o HTPro Pró treino 5:1P, único no mercado que contém 3 gramas de ribose em sua composição, o que faz o produto ter cinco tipos diferentes de carboidratos e uma parte de proteína, enquanto durante mantém o gás com o gel HTPro. O HTPro 4:1R Recovery após a prova, repositor para ganho de massa muscular, o BCAA, para ter uma boa recuperação física, e o HTDrol, um complexo de minerais e vitaminas que auxiliam na produção de testosterona, força e recuperação muscular e vitalidade em geral, também fazem parte da rotina alimentar do atleta.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook