Baianos iniciam Copa Norte-Nordeste com o pé direito

Idamara da Silva / Foto: Wesley Kestrel/CBCIdamara da Silva / Foto: Wesley Kestrel/CBC

Teresina - A 38ª edição da Copa Norte-Nordeste de Ciclismo de Estrada, que está sendo disputada na cidade de Teresina (PI), começou à todo vapor para a seleção da Bahia. 
 
Nesta sexta-feira (21), os baianos José Romulo de Freitas Junior e Idamara da Silva pedalaram muito bem e conquistaram o título da Elite na prova de contra-relógio. Na Elite masculina, José Romulo passou batido pelo pneu furado inesperado durante a prova e com muita garra despontou, ficando quase 15 segundos à frente dos colegas de pódio (3min37s496), o amapaense Alex Fabio Coreia, segundo colocado (4min43s143), e o Elionai de Souza, terceiro (3min43s526). 
 
"Foi um imprevisto, na metade da prova acabou furando o pneu, mas mesmo assim consegui o primeiro lugar e o melhor tempo geral do crono. Mas, tirando isso, ocorreu quase tudo dentro do previsto. O treino já vem sendo focado nessa prova há dois meses. O meu treinador até modificou os horários dos treinos por causa do calor, já pensando na temperatura local, que é bem diferenciada em Teresina. Agora vamos trabalhar para conquistar mais vitórias", disse o campeão, que correu com um tempo bem seco e sob um sol de 34 graus. 
 
Já na Elite feminina, Idamara mostrou que a experiência adquirida pelo triatlo, modalidade que também pratica, foi um grande diferencial para encerrar a prova em 4min22s114. A amapaense Brenda Lobato, até fez uma boa disputa com a baiana e por pouco não levou o ouro, fechando a prova em 4min24s437. O Bronze foi para a paraense Tassya Moraes (4min26s090). 
 
"Sou uma atleta mais de resistência do que explosão, mas o resultado só vem através do treino. Então me preparei bastante, vim pensando numa prova de 6km, mas aqui fizemos uma de 2,8km, foi uma surpresa o ouro, mas ele é fruto de muita dedicação. Representar a camisa da Bahia já é uma grande responsabilidade, quando viemos pra uma competição como essa, tão importante, a cobrança dobra, mas estou muito contente de ter começado bem e vou confiante buscar mais duas medalhas", disse Idamara. 
 
Masters - Os baianos também foram o destaque entre os atletas mais experientes, levando para casa mais 4 ouros. Luiz Carlos Souza venceu na categoria A1 com 3min46s267, Jaime Bonfim (3min47s936) foi o primeiro colocado na B1, Jorge Almeida triunfou na B2 (3min49s862) e Antonio Cesar Rocha saiu vitorioso na C1 (4min09s651). Na Master C2, o título foi para o cearense Carlos Augusto Pereira (4min18s524). O alagoano Ademilton dos Santos venceu na A2 (3min39s762). E na categoria Veterano, Elizeu Zanon foi o grande campeão (4min23s613) levando o primeiro ouro do Pará na competição. 
 
Nova geração embalada - As grandes promessas do ciclismo das duas regiões também deram show e mostraram seu potencial. Na juvenil, teve dobradinha sergipana, com Brendo Morais em primeiro (3min54s464) e Caio de Souza em segundo (3min58s321). O amapaense Jadson Abreu completou o pódio na terceira colocação (4min06s252). 
 
Na categoria júnior, surpresa com a vitória de Thiago Tarsom da seleção piauiense (3min51s237), com Matheus Yure do Rio Grande do Norte em segundo (3min55s621) e Otavio Henrique do Pará em terceiro (3min55s939). "Foi bem inesperado. Meus resultados em provas regionais, estaduais e nacionais sempre foram melhor na resistência. Mas na Copa Nordeste 2014 fui prata no contra-relógio e agora veio o ouro.
 
A vitória veio graças ao treinamento que venho fazendo com a Carmem, minha treinadora. A expectativa agora aumenta com esse resultado, com certeza largo mais confiante para as próximas provas, buscando sempre ficar entre os líderes", contou Thiago, de 17 anos. 
 
Quadro geral - Os bons resultados do primeiro dia garantiram a liderança isolada da seleção baiana no quadro geral de medalhas com seis de ouro e um bronze (40 pontos). Em segundo lugar aparece a seleção sergipana com um ouro, quatro pratas e um bronze (24 pontos), e em terceiro vem a equipe cearense, com um ouro, uma prata e três bronzes (18 pontos).
 
O Pará, atual campeão, aparece na quarta colocação, com um ouro, uma prata e dois bronzes (14 pontos), seguido pela seleção do Amapá, com duas pratas e um bronze (12 pontos), Piauí, um ouro e uma prata (10 pontos), Rio Grande do Norte, duas pratas (8 pontos) e Alagoas, um ouro (6 pontos). Empatados na nona colocação, estão os times amazonense, maranhense e tocantinense, com um bronze e dois pontos cada. As seleções acreana, pernambucana, rondoniense e roraimense não pontuaram. 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook