Recorde sul-americano e índices marcam Torneio FPA Adulto, em Campinas | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Recorde sul-americano e índices marcam Torneio FPA Adulto, em Campinas

Ana Claudia estabelece novo recorde brasileiro e sul-americano para os 100m  / Foto: Fernanda Paradizo/ZDL

Campinas - O sábado foi bastante proveitoso para o atletismo paulista. Três atletas conquistaram índice para o Campeonato Mundial de Atletismo de Moscou, marcado de 10 a 18 de agosto, na Rússia. A velocista Ana Claudia Lemos comemorou duas vezes a vitória nos 100m rasos do Torneio FPA Adulto, disputado neste sábado (4) em Campinas (SP). A marca de 11s13 (-0.2), além de índice, é o novo recorde brasileiro e sul-americano da prova. 
 
O recorde anterior era da própria Ana Claudia (11s15), estabelecido em setembro de 2010. Agora, Ana Claudia se junta a Franciela Krasucki, que também obteve índice para o Mundial na prova. A velocista do EC Pinheiros venceu os 100m rasos do Torneio FPA Adulto no início de abril em São Paulo, com o tempo de 11s15, superando em apenas dois milésimos o índice para a competição em Moscou (11s17) e igualando o recorde de Ana Claudia. 
 
A velocista da equipe BM&F/Bovespa completou a distância nas semifinais, neste sábado, em 10s93, mas vento a favor de +2.2, acima do limite de 2.0, autorizado pela IAAF, e não pode ser homologado. Outras duas atletas da equipe BM&F/Bovespa também superaram o índice exigido pela CBAt para o Mundial na Rússia. No salto triplo, Keila Costa chegou aos 14,37 m, prova cujo índice era 14,20 m. Já Jucilene Sales alcançou 60,03 m no lançamento do dardo, três centímetros a mais que a marca mínima estabelecida (60 metros). 
 
Índice também no Juvenil - Quem também deixou a pista de atletismo do Centro Esportivo de Alto Rendimento no Swiss Park (CEAR) feliz foi a jovem Daniele Mieko Nishimura. A atleta da Orcampi/Unimed/Centro de Excelência obteve índice para o Pan-Americano Juvenil, em agosto em Medellín (Colômbia), alcançando a marca de 46,67 m no lançamento do dardo. A marca exigida pela CBAt era de 45,93 m. 
 
Daniele já havia se qualificado para a competição na Colômbia, mas no salto em altura, com 1,76 m, obtida no Torneio FPA Menor e Juvenil do mês de março, também em Campinas. "Já esperávamos esse resultado. Fizemos algumas mudanças na técnica dela e o resultado só não veio antes, pois ela demorou um pouco para se adaptar. Agora é continuar melhorando. Não estamos tão preocupados com a marca no salto em altura, já que é a prova secundária dela, e assim vamos focar no dardo. Com a técnica anterior ela estava com um pouco de dificuldade na entrada do lançamento e, com as mudanças que estamos fazendo, deixando o início um pouco mais lento, creio que ela conseguirá marcas melhores", comentou o treinador Marcelo Lima. 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook