O espanhol José Luís Martinez Rodrigues e o holandês Gerard Lenting treinam brasileiros no disco e provas combinadas | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

O espanhol José Luís Martinez Rodrigues e o holandês Gerard Lenting treinam brasileiros no disco e provas combinadas

Anderson Venâncio do Camping em São Caetano / Foto: Marcelo Ferrelli/CBAtAnderson Venâncio do Camping em São Caetano / Foto: Marcelo Ferrelli/CBAtSão Paulo - Os principais heptatletas, decatletas e lançadores do disco do País participam do Camping Nacional Caixa, que prossegue até sábado 19, no Centro Esportivo e Recreativo Vila José, em São Caetano do Sul.

Os atletas têm a companhia dos treinadores João Paulo Alves da Cunha, Edemar Alves dos Santos e Hebe Maria Scolfaro da Silva. O camping é ministrado pelo espanhol José Luis Martinez Rodrigues, especialista no disco, e por Gerard Lenting, técnico renomado em provas combinadas.

O grande objetivo do treinamento em grupo é os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, que serão disputados em outubro, no México. Por isso, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) convidou os pré-convocados para a competição e ainda abriu a participação no evento para alguns atletas que estão entre os primeiros no Ranking nacional.

Cinco decatletas, dois deles pré-convocados para o Pan-Americano de 2011 - Luiz Alberto de Araújo e Anderson Estevão Venâncio - receberam atentos na sexta-feira à tarde orientações de José Luis Martinez Rodriguez. Ele filma cada um dos participantes de diferentes ângulos, mostra como deve ser feito cada movimento, corrige posturas de uma forma didática e clara para que o atleta mentalize o que deverá fazer na próxima tentativa.

São dicas importantes que vem do experiente treinador de 72 anos, 40 dos quais responsável pelas equipes feminina e masculina de arremesso de peso e lançamento do disco da Espanha. Um trabalho que, entre outros frutos, gerou um vice-campeão olímpico do lançamento do disco, em Barcelona/1992. Esta é a terceira vez que Martinez treina atletas brasileiros. "Houve um salto muito importante do primeiro para o segundo Camping, com evolução nos resultados. É uma forma de motivar atletas e de trocar opiniões com eles e com os treinadores", afirma o espanhol.

A treinadora Hebe, mãe de Ivan Scolfaro Caetano da Silva, quarto colocado no Ranking nacional do decatlo, concorda: "Uma frase já muda tudo e o atleta entende mais facilmente", comenta. Para o segundo do ranking e campeão do último Troféu Brasil, Anderson Estevão Venâncio, que participa pela segunda vez do camping, a experiência é válida: "O Camping é excelente. Senti diferença no meu desempenho e melhoraram os resultados", garante.

No final do dia, o grupo foi até o ginásio acompanhar a realização do II Campeonato Brasileiro Caixa de Arremesso do Peso Indoor Interclubes. Um dos pupilos de Martinez, Ronald Julião, confirmou o favoritismo e conquistou o bicampeonato, com duas quebras do recorde brasileiro indoor. Logo no segundo arremesso melhorou a marca anterior de 17,51 m, que era dele, em 0,30 m. Empolgado, bateu o próprio recorde, com 17,94 m. Participante desde o primeiro Camping, em 2009, Julião chegou a treinar na Espanha com Martinez.

"Não é um treino muito forte e é até parecido com que nos fazemos no Brasil. Aproveitei 100%", declarou o atleta, recordista brasileiro do lançamento do disco ao ar livre, uma das esperanças de medalha no Pan-Americano do México. No Pan do Rio, em 2007, foi 11º no peso. Hoje, com 18,69 m, está a três centímetros do recorde brasileiro de Adilson de Oliveira, como fez questão de frisar. Julião pode subir ao pódio em outubro, como também acredita Martinez. No disco, foi sexto no Rio, com 54 m. Agora, ele tem como 63,09 m como melhor marca.

Ronald Julião não tem dúvidas de que a melhora no desempenho está diretamente ligada aos Campings. "Se no começo de temporada, já bati dois recordes, dá para esperar um ano bom, e vou com mais ânimo para as próximas competições", lembra o paulista de 25 anos.

Holandês no heptatlo - A poucos metros dos decatletas e do técnico espanhol, três heptatletas, Vanessa Chefer Spinola, Melry Neri Caldeira e Roberta Tesch, se dedicavam ao arremesso do peso, com o especialista em provas combinadas, Gerard Lenting, de 50 anos, 30 deles como técnico de atletismo. Lenting trabalha no CNT Caixa Sesi de Uberlândia (MG) há um ano. Antes, foi treinador da equipe nacional da Holanda por quatro anos, e do Catar, também por quatro anos. Lenting repete a mecânica dos movimentos que fazem o arremesso do peso parecer um balé. Um metro a mais pode trazer pontos preciosos na contagem final do heptatlo.

Por isso, embora o treinamento seja exaustivo, as atletas reconhecem a sua importância. Melry, que já esteve em outros treinamentos semelhantes, elogia. "Gostei muito da atenção dada pelo técnico", diz. Segunda colocada no Ranking nacional do heptatlo, ela encontra mais dificuldades no lançamento do dardo e sabe que precisa melhorar muito no salto em altura. Deficiência que o treinador holandês quer corrigir. Ele acha que quem passar da barra colocada a 1,80 m terá grandes possibilidades de obter uma pontuação mais alta. Lenting observa que Vanessa, pré-convocada para o Pan, está num nível acima das demais heptatletas brasileiras e que ela tem muito potencial para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e, principalmente, a Olimpíada do Rio, em 2016. Aliás, estas duas competições mais o Pan do México e o Mundial da Coreia do Sul são as principais metas dos dois treinadores estrangeiros. O III Camping Nacional Caixa termina no sábado 19, na Vila São José, no ABC.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook