Moacir Zimmermann ganha prata no Ibero-Americano | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Moacir Zimmermann ganha prata no Ibero-Americano

Moacir Zimmermann comemora prata/ Foto: Loel Henriquez

Venezuela - O brasileiro Moacir Zimmermann ganhou na manhã de Domingo, dia 10 de Junho, a medalha de prata dos 20.000 m em marcha do 15º Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, na cidade de Barquisimeto, na Venezuela.

A competição termina na noite deste domingo e o Brasil lidera a torneio com 32 medalhas, sendo 7 de ouro, 15 de prata e 10 de bronze. Com a vitória de James Rendon, a Colômbia assumiu a 2ª colocação, com 13 medalhas (6, 3 e 4).

Autorizada pela IAAF como válida para a obtenção de índice para a Olimpíada, apesar de ser disputada em pista e não na rua, a competição passou a ser uma das prioridades de Moacir. Por isso, largou forte, marchando para conseguir uma boa marca. Deu as cinco primeiras voltas dentro do objetivo, mas depois diminuiu o ritmo. Mesmo assim, liderou a prova por 10.000 m, quando foi ultrapassado pelo colombiano. A prova foi disputada em boa parte sob chuva forte.

"Comecei a sentir dor no estômago e tive medo de não conseguir completar a prova. Passei mais da metade da prova rezando para ter forças para competir até o final", disse o atleta de 28 anos, nascido em Foz de Iguaçu (PR) e radicado em Blumenau (SC). "No fim, passei a ter dificuldades para respirar", completou o marchador, que precisou de atendimento médico após a prova.

Recuperado e mais tranquilo, Moacir disse que agora tentará o índice no Troféu Brasil/Caixa, em Barueri (SP). "A marca exigida (1:21.59) é muito forte, mas tenho de ir atrás", comentou o atual campeão nacional, 2º colocado no Ranking Brasileiro de 2011, com 1:21:02.5.

O catarinense Jonathan Rieckmann, o outro brasileiro da prova, não pôde competir. Com uma virose há dois dias, o atleta não conseguiu se recuperar, apesar das medicações. "Ele ficou no quarto do hotel sem condições nenhuma de participar", lembrou Moacir Zimmermann. "Acho que alguma coisa fez mal para a gente."

A IAAF autorizou a prova como seletiva olímpica por ser uma importante competição de área, segundo Martinho Nobre dos Santos, superintendente técnico da Confederação Brasileira de Atletismo, que trabalha no Ibero-Americano como delegado técnico da Associação Internacional das Federações de Atletismo. "Fiz uma consulta formal e a IAAF manteve o mesmo critério do ano passado, quando autorizou o Sul-Americano de Buenos Aires a também fazer a prova na pista", explicou.

Resultados da final deste domingo pela manhã

20.000 m marcha - masculino
1-James Rendon (COL) - 1:26:12.03
2-Moacir Zimmermann (BRA) - 1:29:15.59
3-Rubén Abreu (CUB) - 1:30:09.14

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook