Marilson, o atleta do ano do Atletismo brasileiro | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Marilson, o atleta do ano do Atletismo brasileiro

Marilson ganha ouro no PAN  / Foto: Wagner Carmo/CBAt

São Paulo - Eleito o melhor atleta País em 2012, Marilson Gomes dos Santos foi o quinto colocado na maratona olímpica de Londres, em agosto, na melhor classificação de um brasileiro no torneio de Atletismo dos Jogos, realizados na capital britânica. Marilson é um fenômeno na história das corridas de longa distância, tanto nas provas de pista como de rua. Aos 35 anos, sonha em competir por muito tempo, mas prefere pensar estabelecer metas a curto prazo.
 
Brasiliense, Marilson termina 2012 com duas sensações distintas. "O ano foi bom, mas poderia ter sido melhor", admite. "Faltou um lugar no pódio da Olimpíada de Londres", comenta o fundista, que lutou até o último metro do percurso por uma medalha olímpica. O resultado em Londres e outras boas performances levaram o Comitê Olímpico Brasileiro a elegê-lo o nome do Atletismo na temporada.
 
O corredor lembra que enfrentou vários problemas de contusão e só pôde ir aos Jogos, por seguir rigorosamente o tratamento. "Persisti, nunca deixei de acreditar na recuperação, fiquei pronto a tempo, acho que estive bem próximo de uma posição entre os três primeiros", lembra o corredor, bicampeão da Maratona de Nova York, em 2006 e 2008.
 
O treinador Adauto Domingues, antigo bicampeão pan-americano dos 3.000 m com obstáculos, concorda. "A perda de um lugar no pódio foi difícil de superar, mas ele lutou até o fim pelo terceiro lugar, mesmo perdendo o quarto", diz o técnico, que já pensa na temporada 2013. Adauto e Marilson concordam que alguns objetivos estão postos: a disputa do Campeonato Mundial em Moscou, no próximo mês de agosto, e a tentativa de bater o recorde sul-americano, que é 2:06:05 e pertence há 14 anos ao mineiro Ronaldo da Costa. E para os próximos anos? "Veremos ao fim de cada temporada até onde podemos chegar na seguinte"...
 
As melhores marcas de Marilson em 2012 foram 1:01:26, na Meia Maratona de Nova York, em março, e 2:08:03, na Maratona de Londres, em abril. Em novembro, chegou a viajar para Nova York, mas a organização cancelou a disputa da maratona por causa da tempestade Sandy. "Já tinha participado até da entrevista coletiva e só vi à noite, pela TV, que as autoridades haviam cancelado a prova, e não pude buscar minha terceira vitória", lembra o corredor.
 
Marilson começou no esporte pelo futebol, em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília. Depois seguiu os passos do irmão Marco, passando a treinar Atletismo. Casado com Juliana Santos, campeã pan-americana dos 1.500 m, no Rio-2007, é pai de Miguel.
 
Ele participou de três edições dos Jogos Pan-Americanos e ganhou cinco medalhas: uma de ouro nos 10.000 m, no PAN-2011, em Guadalajara. Ganhou, ainda, duas de prata nos 10.000 m e duas de bronze nos 5.000 m, em Santo Domingo-2003 e Rio-2007. Esteve na Olimpíada de Pequim-2008, mas não completou a maratona.
 
Além das cinco medalhas no PAN, tem um currículo invejável. É recordista sul-americano de duas provas olímpicas: nos 5.000 m (13:19.43), obtido em Askina, na Alemanha, em 2006, e 10.000 m (27:28.12), em Neerpelt, na Bélgica, em 2007. 
 
Na rua, são seus os recordes sul-americanos nos 10 km (27:48), nos 15 km (42:15) e na meia maratona (59:33), todas as marcas obtidas Udine, na Itália, em 2007. Na maratona, o seu recorde pessoal é de 2:06.34 (segunda melhor marca histórica na América do Sul), alcançado com o sexto lugar em Londres-2011.
 
No Mundial de Meia Maratona foi duas vezes top 10: em Údine-2007 (sétimo lugar) e Rio de Janeiro-2008 (oitavo). No Mundial de Atletismo de Helsinque-2005 foi o 10º na maratona. Também foi campeão da São Silvestre, principal corrida de rua da América Latina, em 2003, 2005 e 2010. Marilson integra o Programa CAIXA de Apoio a Atletas de Alto Nível, da Confederação Brasileira de Atletismo.
 
FICHA TÉCNICA
Nome completo: Marilson Gomes dos Santos
Data e cidade de nascimento: 06/08/1977, Brasília (DF)
Prova: Maratona
Cidade onde treina: Santo André (SP)
Técnico: Adauto Domingues
Clube: BM&FBovespa (SP)
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook