Geisa Arcanjo na final do arremesso do peso no Rio 2016

Nos 800 m, Kleberson Davide alcança a semifinal olímpica / Foto: Wagner Carmo/CBATNos 800 m, Kleberson Davide alcança a semifinal olímpica / Foto: Wagner Carmo/CBAT

Rio de Janeiro - A arremessadora Geisa Rafaela Arcanjo conseguiu, na manhã desta sexta-feira (dia 12), na abertura do torneio de Atletismo dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, mais um feito importante para o Brasil, nas provas de arremesso e lançamentos.
 
Depois de ir à final e alcançar o sétimo lugar em Londres 2012, a melhor classificação de um aleta do Brasil neste grupo de provas, Geisa mais uma vez estará na final olímpica.
 
Enfrentando as principais atletas do mundo, entre elas a bicampeã olímpica Valerie Villi Adams, da Nova Zelândia, Geisa terminou em sétimo lugar na fase de qualificação, com 18,27 m, seu melhor resultado na temporada.
 
"Estou muito feliz de mais uma vez levar País para uma final olímpica e também por ter recebido tanto apoio da torcida aqui no estádio. Nunca tinha tido um acolhimento tão grande. Espero poder contar com esse apoio também hoje à noite, na final", disse a atleta. A final começará às 22 horas, no Estádio Olímpico do Engenhão, no Rio de Janeiro. "Tive todo o apoio da CBAt, que me proporcionou todas as facilidades para treinar, inclusive com vários campings internacionais", disse.
 
"Agora vou encontrar meu treinador e me concentrar para a final. O objetivo agora é melhorar ainda mais a marca e conseguir uma colocação entre as oito primeiras", completou a atleta, paulista de São Roque, de 25 anos, que tem, como recorde pessoal, 19,02 m, conseguida exatamente na final de Londres, em 2012. Geisa treina com o cubano contratado pela CBAt, Justo Navarro.
 
Ainda na primeira etapa do torneio de Atletismo, o brasileiro Kleberson Davide correu na preliminar dos 800 m e conseguiu um lugar na semifinal. Para isso, ele marcou 1:46.14 na Série 1 e ficou em quarto lugar. Conseguiu um lugar na semifinal neste sábado (13), às 22:08.
 
"Queria ficar entre os três primeiros para garantir a classificação diretamente, mas foi difícil", disse Kleberson na zona mista do Engenhão, onde os atletas se encontram com os jornalistas. "Mas como a série foi bem forte, entrei por tempo e estou muito feliz por ir à segunda fase da Olimpíada", completou o meio-fundista, treinado por Clodoaldo do Carmo.
 
O outro brasileiro na prova, Lutimar Abreu Paes ficou em sétimo lugar na Série 3 e em 32º na classificação geral, com 1:48.38, e não conseguiu vaga na fase seguinte. "Estou decepcionado por ter corrido mal, forcei muito no começo e não consegui segurar o ritmo", disse. "Só me consola porque não faltou esforço, sinto muito isso", finalizou o atleta, que tem 1:45.42, como melhor marca na temporada.
 
Na primeira final do torneio, os 10.000 m feminino, teve um show da Etiópia, que fez o pódio completo. E a campeã, Almaz Ayana, estabeleceu novo recorde mundial com 29:17.45, superando a marca anterior, que era 29:31.78 e pertencia desde 1993 à chinesa Wang Junxia.
 
A brasileira Tatiele de Carvalho ficou em 31º lugar entre as 37 que largaram. "Estava muito bem preparada e lutei para fazer melhor que meu recorde (32:09.14)", disse a fundista, que fez 32:38.21. "Sabia que não podia disputar uma medalha, mas esperava um tempo melhor. A prova foi fantástica e nunca vou esquecer que corri contra as melhores do mundo", concluiu.
 
No heptatlo, Vanessa Chefer Spínola, depois de duas provas (100 m com barreiras e salto em altura), ocupa a 29ª colocação, com 1.775 pontos.
 
Noticiário do Brasil, Programa Horário, história olímpica, brasileiros medalhistas, lista de todos os brasileiros olímpicos estão no Site da CBAt para os Jogos de 2016. Acesso pelo link abaixo:
 
http://cbat.org.br/rio2016/default.asp
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook