Darlan Romani quebra novamente recorde brasileiro do arremesso do peso | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Darlan Romani quebra novamente recorde brasileiro do arremesso do peso

Darlan Romani vence com recorde brasileiro no arremesso do peso/ Foto: Wagner Carmo/CBAtDarlan Romani vence com recorde brasileiro no arremesso do peso/ Foto: Wagner Carmo/CBAtSão Paulo- Darlan Romani (FMEC - Concórdia) venceu o arremesso do peso no Troféu Brasil/Caixa de Atletismo 2012. Mais que isso, por três vezes ele superou seu antigo recorde brasileiro - que era 19,03 m.

A nova marca é 19,42 m, conseguida na terceira tentativa também supera o recorde anterior do Troféu Brasil que era, desde 1998, do australiano Andrew Bloom Morris. De um total de seis arremessos, Darlan realizou três acima da marca nacion (ele ainda marcou 19,23 m e 19,07 m). Willian Braido (ASA-Sertãozinho) ficou em segundo, com 18,55 m, e Ronald Julião (BM&F/Bovespa) foi o terceiro, com 17,97 m.

Catarinense, 21 anos, Darlan vem elevando o nível do arremesso do peso brasileiro a novo patamar. "Isso é fruto de muito trabalho, de muito treinamento. Agora estou mais perto dos 20 metros, que é o sonho de todo arremessador", disse Darlan. Ele atleta retorna ao trabalho no Centro Nacional de Treinamento Caixa/Sesi de Uberlândia (MG), onde, com seu técnico cubano Justo Navarro, inicia a preparação para os Campeonatos Brasileiro e Sul-maericano Sub 23. "Estou feliz por ajudar a levantar o arremesso no Brasil", concluiu Darlan.


FÁBIO - O paulista Fábio Gomes da Silva (BM&FBovespa), pré-qualificado para Londres, venceu o salto com vara, com 5,40 m. Ele comemorou muito a vitória e, mais ainda, a possibilidade de ter competido. "Torci o tornozelo direito em Oslo e tive dúvida se poderia competir no Troféu Brasil. Agora é se concentrar para a Olimpíada."

ANDRESSA - No lançamento do disco, a paraibana Andressa Oliveira de Morais (Pinheiros/Asics) confirmou seu favoritismo, com 58,80 m. "A meta é treinar agora para ir o melhor possível em Londres." Ela treina com Julian Mejia no CNT de Uberlândia.

NONATA - E a piauiense Cruz Nonata da Silva (BM&FBovespa), depois de ganhar os 10.000 m, venceu com facilidade os 5.000 m. Ela completou a prova com 15:36.57, novo recorde do torneio.

LUCIAMARA - A paulista Lucimara Silvestre (FCTE) confirmou seu favoritismo no heptatlo e ganhou pela quinta vez o Troféu Brasil/Caixa de Atletismo, na noite desta sexta-feira 29. Com 6.026 pontos, a atleta não alcançou o índice exigido para os Jogos Olímpicos (6.193 pontos). "O primeiro dia de competição foi muito bom, mas o segundo, não. Senti muita dor e cansaço. Não sei o que aconteceu, vou assistir às filmagens", disse Lucimara, que terminou a prova reclamando de fortes dores no músculo posterior da coxa.

ARAÚJO - Quem continua na disputa pelo índice olímpico é Luiz Alberto de Araújo (BM&FBovespa), do decatlo. No primeiro dia, ele somou 4.267 pontos. Neste sábado 30, vai apostar principalmente no salto com vara e nos 110 m com barreiras, para atingir a marca exigida (8.163 pontos). "Na verdade, preciso apostar em todas as provas, mas acredito que posso melhorar as marcas nessas duas", comentou Luiz Eduardo.

REVEZAMENTO - No revezamento 4x100 m, a BM&F Bovespa comemorou em dose dupla. Isso porque tanto a equipe masculina quanto a feminina fizeram o melhor tempo no campeonato: 39.43 e 44.65, respectivamente. A saltadora Tânia Ferreira - que substituiu Ana Claudia Lemos - deu conta. "Eu avisei que não sabia pegar o bastão, mas o nosso treinador (Katsuhico Nakaya), confiou na minha corrida e eu dei o máximo do que pude", comemorou.

No masculino, Ailson Feitosa explicou: "Na qualificação, estávamos cansados, mas conseguimos recuperar e ganhar a medalha. Nosso objetivo real era quebrar o recorde da competição, mas não foi dessa vez, ainda precisamos acertar alguns erros nas passagens de bastão", avaliou Ailson Feitosa.

O Troféu Brasil/Caixa é uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo, co-organizado pela Federação Paulista de Atletismo, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, e patrocínio da CAIXA.

MAILA - Maila Machado (BM&FBovespa) ganhou os 100 m com barreiras do Troféu Brasil pela sétima vez, ao completar a prova em 13.31. "Queria o índice, mas tenho de ter o pé no chão. Fiquei dois meses sem treinar por causa de uma lesão. Agora, o foco é o Mundial de Moscou, no ano que vem."

Pódio

Heptatlo
1º Lucimara Silvestre (FCTE) 6.026 pontos
2º Vanessa Chefer (Convidada - CBAt) 5.507 pontos
3º Melry Caldeira (BM&FBovespa) 5.376 pontos
4º Vaneza Drumond (BM&FBovespa) 5.202 pontos

Salto com vara masculino
1º Fábio Gomes da Silva (BM&FBovespa) 5,40 m
2º German Chiaraviglio (Convidado - Argentina) 5,40 m
2º João Gabriel Sousa (Pinheiros) 5,40 m
3º Augusto Dutra Silva (BM&FBovespa) 5,30 m

Arremesso do peso masculino
1º Darlan Romani (Concórdia) 19,42 m - RB/RC
2º Willian Braido (ASA-Sertãozinho) 18,55 m
3º Hamilton Silva (Brasil FC) 17,97 m

100 m com barreiras feminino (0.1)
1º Maíla Machado (BM&FBovespa) 13.31
2º Gisele Albuquerque (Orcampi/Unimed) 13.34
3º Fabiana dos Santos (Abzalão) 13.46

Lançamento do disco feminino
1º Andressa de Morais (Pinheiros/Asics) 58,80 m
2º Karen Gallardo (Chile) 58,15 m
3º Fernanda Borges Martins (BM&FBovespa) 57,44 m
4º Elisângela Adriana (BM&FBovespa) 56,17 m

4x100 m feminino
1º BM&FBovespa - 44.65
2º Orcampi - 46.20
3º Brasil Foods/ILF - 46.57

4x100 m masculino
1º BM&FBovespa - 39.43
2º Brasil Foods/ILF - 39.97
3º Orcampi - 40.03

5.000 m feminino
1º Cruz Nonata da Silva (BM&FBovespa) 15:36.57 RC
2º Fabiana Cristine da Silva (BM&FBovespa) 16:14.76
3º Tatiele Roberta de Carvalho (Orcampi/Unimed) 17:04.87

RB/RC - Recorde Brasileiro/Recorde da Competição

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook