COI confirma bronze do Brasil no 4x100 m dos Jogos de Pequim 2008 | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

COI confirma bronze do Brasil no 4x100 m dos Jogos de Pequim 2008

Thomas Bach diz que informará brevemente ao COB sobre a entrega das medalhas / Foto: Washington Alves/COB

São Paulo - Agora é oficial: o Brasil herdará o terceiro lugar do revezamento 4x100 m feminino dos Jogos de Pequim, na China, em 2008. Assim as atletas que compuseram a equipe receberão as medalhas e diplomas correspondentes. A informação consta de carta do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.
 
A carta foi enviada no último dia 28 ao Comitê Olímpico do Brasil (COB), em resposta a consulta feita pelo presidente da entidade, Carlos Arthur Nuzman. A data em que as medalhas e diplomas serão entregues às atletas brasileiras ainda será definida pelo COI.
 
"Brevemente nosso Departamento de Relações com os NOC (Comitês Olímpicos Nacionais) fará contato para organizar a entrega das medalhas", escreveu Thomas Bach.
 
O Brasil ganhou o direito à medalha de bronze na prova em função da desqualificação da equipe da Rússia, que terminou em primeiro lugar, mas teve uma de suas atletas (Yulia Chermoshanskaya) com resultado positivo em controle de doping, refeito recentemente com o material colhido à época.
 
Assim, a Bélgica, que fora a segunda colocada com 42.54, herdou o primeiro lugar e as medalhas de ouro. A Nigéria, que terminou em terceiro com 43.04, será a segunda colocada com direito às medalhas de prata. E o quarteto do Brasil, que fora o quarto com 43.14, ficará com as medalhas de bronze. E a Alemanha, quinta na prova com 43.28, ficará com o quarto lugar.
 
A final da prova foi disputada a 22 de agosto de 2008 no Estádio Olímpico de Pequim, o Ninho do Pássaro. As atletas que competiram pelo Brasil, na prova, foram, pela ordem: Rosemar Maria Coelho Neto, Lucimar Aparecida de Moura, Thaissa Barbosa Presti e Rosângela Cristina Oliveira Santos. Na preliminar, disputada um dia antes, a 21 de agosto, a mesma equipe chegou em terceiro lugar da Série 1, com 43.38.
 
O presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, José Antonio Martins Fernandes, o Toninho, comemorou a informação. "Acompanhamos o caso há tempos e fizemos pedido ao presidente Nuzman para que solicitasse a confirmação da parte do COI, já que sempre entendemos que as atletas da equipe mereciam as medalhas, em função da desqualificação da equipe russa", disse Toninho Fernandes.
 
Com a medalha do 4x100 m feminino de Pequim o Brasil soma 16 medalhas olímpicas na história do Atletismo: 5 de ouro, 3 de prata e 8 de bronze.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook