Brasileiro bate recorde do salto com vara no GP de Uberlândia | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Brasileiro bate recorde do salto com vara no GP de Uberlândia

Augusto Dutra vence salto com vara no GP Caixa Sesi com recorde sul-americano / Foto: Wagner Carmo/CBAtAugusto Dutra vence salto com vara no GP Caixa Sesi com recorde sul-americano / Foto: Wagner Carmo/CBAt

Uberlândia - Este parece ser o ano do brasileiro Augusto Dutra. Já qualificado para o Mundial de Moscou (Rússia), em agosto próximo, Augusto venceu o salto com vara no Grande Prêmio Caixa/Sesi de Atletismo, na noite de quinta-feira, dia 16 de Maio, no Estádio do Sesi-Gravatás, em Uberlândia (MG). Além da vitória, ele ainda estabeleceu novo recorde sul-americano, ao saltar 5,81 m, marca um centímetro melhor que o antigo recorde, de seu colega Fábio Gomes da Silva, que se machucou em Belém, no domingo, e ficará algum tempo fora das competições. 
 
Este ano, Augusto já havia feito o recorde da área em pista coberta, com 5,71 m (em Belém, no domingo, ficara em primeiro lugar, com 5,70 m). O segundo lugar foi dividido pelo vice-campeão mundial Lázaro Borges (Cuba) e o brasileiro Thiago Braz, campeão mundial juvenil, que saltaram 5,50 m. "Não sei dizer o quanto estou feliz", disse Augusto, quase sem voz, de tanto gritar. "Passei todos os saltos na primeira tentativa, fiz o índice para o Mundial pela terceira vez", afirmou. "Amanhã, ao chegar a São Paulo, e os atletas do salto com vara vamos visitar o Fábio, que passará por uma cirurgia", completou Augusto.
 
Cerca de duas mil pessoas viram a competição, com muitas crianças na nas arquibancadas. Participaram do GP 122 atletas de 22 países. Catorze países colocaram atletas no pódio e oito fizeram campeões. Houve um recorde sul-americano e sete recordes do Meeting. O evento foi uma realização da CBAt, com patrocínio da Caixa e apoio do SESI/Fiemg.
 
Duda no Mundial - Mais um bom resultado obteve o também brasileiro Duda da Silva, campeão do salto em distância com 8,14 m (0.2). Além da vitória, ele superou o almejado índice de 8,10 m, de qualificação para o Mundial de Moscou. "As condições estavam ótimas nesta noite, desde a chegada ao estádio vi que poderia me sair bem. Foi bom fazer o índice, mas ainda preciso acertar algumas coisas. Hoje fiquei um pouco cansado", lembrou o atleta, campeão mundial indoor em Istambul no ano passado, ele também foi finalista na Olimpíada de Londres.
 
Quem voltou a correr bem foi Bruno Lins. Ele ganhou os 100 m com 10.22 (vento contra de 0.3). "Corri forte agora vou para os 200 m, falou o atleta, que já está qualificado para o Mundial de Moscou nesta prova. Nos 200 m, Bruno foi o segundo com 20.39 e confirmou a qualificação para o Mundial, enquanto que o campeão foi o representante das Bahamas, Michel Mathieu, com 20.38 (-0.4). "Posso fazer marca bem melhor, mas vencer sempre é bom", disse Mathieu, campeão olímpico do 4x400 em Londres.
 
Depois de ficar em segundo em Belém, a brasileira Andressa de Morais venceu o lançamento do disco, com 60,97 m, trocando de posição com a argentina Rocio Comba, desta vez vice-campeã, com 59,35 m. "Estava mais tranquila, mas novamente não fiz o índice (61,24 m), mas sei que vou fazer logo, logo", falou.
 
No salto em distância feminino, a primeira foi Bianca Stuart, das Bahamas, com 6,67 m (0.3). A brasileira Jéssica Alves dos Reis foi a segunda, com 6,42 m (-0.1). Maurren Maggi foi quinta, com 6,20 m (-0.6). "Gostei de ganhar, mas acima de tudo de obter a qualificação para o Mundial", disse a saltadora bahamense. Maurren, por sua vez, disse que as provas de Belém e Uberlândia foram uma preparação para a competição de São Paulo, domingo, onde espero me sair melhor", falou a atleta.
 
Latosha Wallace - A norte-americana venceu mais uma vez os 400 m com barreiras no Brasil. Depois de ganhar em Belém, na abertura do Brazilian Tour, no último domingo, com 56.39, ela venceu novamente em Uberlândia, na primeira prova do GP Caixa/Sesi, em Uberlândia, com 56.10, nesta quinta-feira. "Não foi uma prova fácil, mas venci de novo no Brasil, que para mim é um país maravilhoso", disse LaTosha, enquanto jogava beijinhos para as crianças, nas arquibancadas do estádio.
 
Vitória norte-americana na segunda final em Uberlândia: Mikele Barber ganhou os 100 m com 11.26 e melhorou, em quatro centésimos o recorde anterior do GP, que pertencia desde 2009 à sua compatriota Gloria Asumnu. "Gostei de vencer e de bater o recorde da pista, mas o melhor mesmo foi melhorar meu tempo em relação a Belém", afirmou Mikele, que superou por dois centésimos sua colega de equipe Chauntae Bayne.
 
Geisa Arcanjo - A arremessadora deu ao Brasil o título no peso, com 18,04 m, obtida na primeira tentativa. &ldquoA vontade de fazer uma grande marca é grande, mas ainda não consegui este ano&rdquo, disse Geisa, que superou, por um centímetro a vice-campeã Sandra Lemos (Colômbia). Em Belém fiquei um centímetro atrás e aqui venci pela mesma diferença, completou a atleta, que espera alcançar o índice para o Mundial de Moscou (18,58 m), proximamente.
 
O brasileiro Ronald Julião confirmou o favoritismo e venceu o lançamento do disco. Embora tenha ficado distante de suas melhores marcas (já fez 65,12 m este ano), Ronald, que ganhou com 61,09 m, estava feliz. "Bati o recorde do torneio e agora buscar uma marca melhor em São Paulo", falou o atleta que já está qualificado para o Campeonato Mundial.
 
Como esperado, o queniano David Kiprotich Bett foi o ganhador dos 5.000 m, com 13:55.59. Ele superou o segundo colocado, o chileno Victor Aravena, que fez a prova em 13:56.18, e o brasileiro Ederson Vilela Pereira, terceiro com 13:56.68. "Gostei de vencer, mas esperava um tempo melhor, abaixo de 13 minutos", disse o atleta.
 
Rose Mary vence - "Pensava em correr melhor, mas vencer sempre é bom", disse a campeã dos 800 m, Rose Almanza, que marcou 2:03.41. Ela fez dobradinha com outra cubana, Shali Diago, que marcou 2:03.72. Já nos 800 m masculino, mais uma vitória do colombiano Rafith Rodríguez, com 1:47.68. "Estou por ganhar novamente no Brasil, já que também venci em Belém", disse. Jonathan Henrique  venceu o triplo com 16,77 m (-0.5) e superou em 36 centímetros o cubano Ernesto Revé, líder do Ranking Mundial na temporada com 17,46. "Fiquei a oito centímetros do índice para o Mundial, vamos ver se alcançou em São Paulo", falou.
 
Recordista sul-americano do arremesso do peso com 21,26 m, o argentino Germán Lauro venceu com 20,20 m. O recordista brasileiro Darlan Ramani, que tem 20,48 m na prova, foi o segundo com 19,82 m. Ronald Julião, campeão do disco, foi o terceiro, com 18,48 m. A jamaicana Patrícial Hall, que em Belém ganhara os 400 m, em Uberlândia venceu os 200 m, com 22.67 (0.0). "Fiquei a um centésimo de meu recorde na prova", disse a atleta, feliz. Segunda nos 100 m, Chauntae Bayne ocupou a mesma posição nos 200 m, com 22.86. Franciela repetiu a mesma posição dos 100 m: foi a terceira com 23.18 (recorde pessoal).
 
Confira o resultado do Grande Prêmio Caixa/Sesi de Atletismo, disputado em Uberlândia:
 
400 m com barreiras feminino
1º Latosha Wallace (USA) 56.10 
2º Wenda Theron (RSA) 56.59
3º Jailma Sales de Lima (BRA) 57.66
 
Salto com vara masculino
1º Augusto Dutra (BRA) 5,81 m &ndash RC//RS
2º Lázaro Borges (BRA) 5,50 m
2º Thiago Braz (BRA) 5,50 m
 
Arremesso do peso feminino
1º Geisa Arcanjo (BRA) 18,04 m
2º Sandra Lemos (COL) 18,03 m
3º Keely Medeiros (BRA) 16,90 
 
Lançamento do disco masculino
1º Ronald Julião (BRA) 61,09 m - RC
2º Lance Brooks (USA) 59,45 m
3º Jarred Rome (USA) 59,04 m
 
Salto em distância masculino
1º Mauro Vinicius da Silva (BRA) 8,14 m (0.2) &ndash RC
2º Tiago da Silva (BRA) 7,88 m (0.8)
3º Jorge Mc Farlane (PER) 7,77 m (0.0)
 
100 m feminino (vento 0.2)
1º Mikele Barber (USA) 11.26 - RC
2º Chauntae Bayne (USA) 11.28
3º Fraciela Krasucki (BRA) 11.28
 
100 m masculino (vento -0.3)
1º Bruno Lins (BRA) 10.22
2º Antoine Adams (SKN) 10.30
3º Jared Connaughton (CAN) 10.32
 
5.000 m
1º David Bett (KEN) 13:55.59
2º Victor Aravena (CHI) 13:56.18
3º Ederson Pereira (BRA) 13:56.68
 
Salto triplo masculino
1º Jonathan Silva (BRA) 16,77 m (-0.5)
2º Ernesto Revé (CUB)  16,41 m (-0.5)
3º Paulo Sérgio de Oliveira (BRA) (-0.1)
 
Arremesso do peso masculino
1º German Lauro (ARG) 20,20 m
2º Darlan Romani (BRA) 19,82 m
3º Ronald Julião (BRA) 18,48 m
 
800 m feminino
1º Rose Mary Almanza (CUB) 2:03.41
2º Shali Diago (CUB) 2:03.72
3º Flávia Maria de Lima (BRA) 2:03.81
 
Lançamento do disco feminino
1º Andressa Oliveira de Morais (BRA) 60,97 m
2º Rocio Bárbara Comba (ARG) 59,35 m
3º Jade Nicholls (GBR) 58,40 m
 
Salto em distância feminino
1º Bianca Stuart (BAH) 6,67 m (0.3) - RC
2º Jessica Carolina dos Reis (BRA) 6,42 m (-0.1)
3º Macarena Reyes (CHI) 6,21 m (0.1)
 
800 m masculino
1º Rafith Rodriguez (COL) 1:47.68 
2º Anderson da Silva (BRA) 1:48.64
3º Lutimar Abreu Paes (BRA) 1:48.67
 
200 m feminino (vento 0.0)
1º Praticia Hall (JAM) 22.67 - RC
2º Chauntae Bayne (USA) 22.86
3º Franciela Krasucki (BRA) 23.18
 
200 masculino (vento -0.4)
1º Michael Mathieu (BAH) 20.38 &ndash RC 
2º Bruno Lins (BRA) 20.39
3º Aldemir Gomes (BRA) 20.66

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook