Brasil faz seu melhor Mundial de Juvenis em Barcelona | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Brasil faz seu melhor Mundial de Juvenis em Barcelona

Tamiris conquista bronze nos 100 m e no 4x100 m/ Foto: IAAFTamiris conquista bronze nos 100 m e no 4x100 m/ Foto: IAAF

São Paulo- Depois da realização da última etapa, neste domingo, o Brasil pôde comemorar seu melhor resultado geral, em 14 edições do Campeonato Mundial de Atletismo de Juvenis. A competição, para atletas com até 19 anos, terminou no Estádio Olímpico de Montjuic, em Barcelona, na Espanha, depois de seis dias de disputas. 
 
No Quadro de Pontos, que considera atletas colocados entre os oito primeiros de cada prova, o Brasil ficou em 12º lugar, com 39 pontos (73 países marcaram pontos). Os brasileiros ficaram à frente, entre outros, de tradicionais forças do Atletismo, caso de Itália, França, Japão, Espanha e África do Sul.
 
No Quadro de Medalhas, a Seleção Nacional conquistou quatro pódios e ocupou o 13º lugar. A equipe ganhou uma medalha de ouro, com Thiago Braz, no salto com vara. E mais três de bronze: uma como Tamara Alexandrino no heptatlo, uma com Tamiris de Liz nos 100 m e outra no 4x100 m feminino. O quarteto teve a própria Tamiris, além de Nathália da Rosa, Camila de Souza e Jéssica Reis. Jéssica também foi finalista no salto em distância, com o 6º lugar.
 
Nada menos que 22 países conquistaram ao menos um ouro, sendo que 43 nações colocaram atletas no pódio. O Brasil ficou à frente da China, Austrália, Canadá, Polônia, Espanha, África do Sul, Belarus, entre outros.
 
"Foi um grande resultado da equipe", comemorou Roberto Gesta de Melo, presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). "Além dos quatro pódios conquistados, sete atletas estabeleceram recordes pessoais, mais a equipe masculina do 4x100 m. Oito foram finalistas em provas individuais, além das duas equipes de revezamento 4x100 m. Isso mostra os acertos das ações da CBAt, sejam com o Programa Caixa de Apoio a Jovens Talentos, com os campings de treinamento e competições para as categorias, as clínicas para treinadores e atletas das categorias de base, além do trabalho nos Centros de Treinamentos, que a Confederação mantém com patrocínio da Caixa, apoio do Ministério do Esporte e parceria com entidades como o Sesi/Fiemg e a Unifor", lembrou o dirigente.
 
No total, 14 atletas da equipe foram finalistas, sendo oito em provas individuais, e os demais, nos revezamentos 4x100 m, masculino e feminino. Duas atletas - Tamiris de Liz e Jéssica Reis - foram finalistas em provas individuais e no 4x100 m.
 
Os finalistas: Thiago Braz (salto com vara), Tamiris de Liz (100 m e 4x100 m), Tamara Alexandrino (heptatlo), Rodrigo Rocha, Leandro Pitarelli, Yuri Monteiro e Renato Santos Júnior (4x100 m), Jessica Reis (salto em distância e 4x100 m), Felipe Lorenzon (lançamento do disco), Henrique da Silva e Kauam Bento (salto triplo), Tiago da Silva (salto em distância) Nathália da Rosa e Camila de Souza (4x100 m feminino). Além de Felipe Vinícius, que foi o 11º colocado no decatlo.
 
Três outros atletas chegaram à fase semifinal: Nathália da Rosa (200 m), Lucas Carvalho (110 m com barreiras) e Flávia Maria de Lima (800 m). Thais Vides disputou a preliminar do 4x100 m feminino e ajudou a equipe a ganhar um lugar na final.
 
Foram estabelecidos dois recordes sul-americanos - no heptatlo, por Tamara Alexandrino, e no 4x100 m (na preliminar), por Leandro Pitarelli, Rodrigo Rocha, Yuri Monteiro e Renato Santos Júnior. Houve um recorde brasileiro, por Thiago Braz, no salto com vara.
 
Oito novos recordes foram alcançados. Além de Tamara Alexandrino, 4x100 m masculino e Thiago Braz, ainda marcaram novos recordes pessoais, outros sete melhoraram seus recordes pessoais: Tamiris de Liz (100 m), Felipe Lorezon (lançamento do disco), Henrique da Silva (salto triplo), Felipe Vinícius dos Santos (decatlo), Daniela Nisimura (lançamento do dardo).
 
Um exemplo do talento desta nova geração, Tamiris de Liz, de apenas 16 anos, viaja de Barcelona para Londres, onde estará à disposição do técnico Katsuhico Nakaya para o revezamento dos Jogos Olímpicos. A atleta catarinense, que já era uma das mais jovens em Barcelona, será a mais nova da equipe de Atletismo.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook