Atletas mirins confirmam favoritismo em Porto Alegre

Tábata Vitorino de Carvalho foi eleita o destaque feminino do torneio / Foto: Juliano Pavan/CBAtTábata Vitorino de Carvalho foi eleita o destaque feminino do torneio / Foto: Juliano Pavan/CBAtPorto Alegre - Apesar de a categoria mirim ser nova, não ter ranking e atletas ainda pouco reconhecidos nacionalmente, os favoritos confirmaram força e garantiram pelo menos uma medalha de ouro neste domingo 17, no encerramento da primeira edição do Campeonato Brasileiro/Caixa de Mirins Interclubes, na pista do Estádio José Carlos Daudt, na Sogipa, em Porto Alegre.

 

Com a participação de mais de 650 atletas de 13 a 15 anos, os candidatos à vitória foram bem, confirmaram as conquistas de setembro nas Olimpíadas Escolares de Fortaleza e vão continuar treinando para representar o Brasil nos Jogos Escolares Sul-Americanos do Peru, marcados para dezembro, em Lima.

Nesta situação, por exemplo, estão os cariocas Rafael Pereira de Souza Mello, do Vasco da Gama, e Vítor Hugo Silva dos Santos, da Silveira Sampaio. Nas primeiras finais, os dois ficaram em segundo lugar nos 100 m com barreiras e nos 75 m, respectivamente. Na volta à pista, Rafael venceu os 300 m com barreiras, enquanto Vítor Hugo foi campeão dos 250 m.

"Senti um grande alívio. Esta vitória me anima ainda mais para a competição do Peru", comentou Rafael, de 14 anos. "Não fiquei chateado por perder os 75 m. Isso sempre aconteceu e vai acontecer no esporte. Fiquei feliz por não ter me abatido e ter corrido muito bem os 250 m", completou Vítor, da mesma idade.

Assim como Rafael e Vítor, Tábata Vitorino de Carvalho, da A.A.Maringá, está classificada para os Jogos Escolares Sul-Americanos. Ela não começou bem o Campeonato Brasileiro/Caixa de Mirins Interclubes. Terminou no sétimo lugar nos 75 m e mostrou muita fibra para vencer os 250 m, com 32.94.

"Com essa marca eu seria campeã também dessa prova na Olimpíada de Fortaleza", desabafou a atleta paranaense. "Vou treinar ainda mais de agora em diante porque no Peru a competição será ainda mais difícil." Ela foi escolhida por uma comissão de técnicos como a melhor atleta da competição feminina pelo resultado nos 250 m.

Ganhador de duas medalhas de ouro na competição gaúcha - arremesso do peso e lançamento do disco -, o catarinense Felipe Leal, do Rio do Sul/FMD Metalúrgica, saiu um pouco desapontado do Estádio José Carlos Daudt. "Saio do Brasileiro com a sensação de que poderia ter conseguido melhores marcas. Fico feliz com as medalhas e por ter sido o primeiro, mas meus verdadeiros objetivos não foram alcançados", disse o atleta, que não competirá nos Jogos Escolares Sul-Americanos.

Aos 15 anos, Felipe mostra muita personalidade. "Fiz a minha melhor marca pessoal no peso (17,68 m), mas achava que podia obter mais de 18 m pelos treinos feitos em Rio do Sul. No disco, queria 60 m e só consegui 55,13 m, longe de meu recorde pessoal de 57,12 m."

Mesmo infeliz com sua marca no disco, ele acabou eleito nesta prova pela comissão de técnicos como o melhor atleta da categoria masculina.

Além de Felipe Leal, Jéssica da Silva Almeida também ganhou ouro no disco e no peso e ainda ajudou o ASA/Sorriso a ganhar a medalha de prata no revezamento 4x75 m. Outro atleta que voltou para casa com três medalhas foi Vítor Hugo dos Santos, que ganhou ouro nos 250 m, prata nos 75 m e bronze no revezamento 4x75 m.

Na classificação geral por pontos, a EMFCA, do Rio de Janeiro, empatou com a Mangueira em primeiro lugar, com 89 pontos. No critério de desempate (maior número de vitórias), a EMFCA foi a campeã, seguida da Mangueira e da Silveira Sampaio, com 84 pontos.

No masculino, o campeão foi a Silveira Sampaio, com 73 pontos, seguida da EMFCA, com 55, do Carcará, com 41, do Rio do Sul/FMD Metalúrgica, com 39, e da UCS, com 38 pontos.

No feminino, a Mangueira foi a campeã, com 65 pontos. O Centro Olímpico ficou em segundo, com 62, enquanto a ASA/Sorriso garantiu surpreendentemente o terceiro lugar, com 48 pontos.

Na classificação geral por medalhas, Silveira Sampaio também foi a campeã, com 6 medalhas (3 de ouro, 1 de prata e 2 de bronze), seguida do Rio do Sul/FMD Metalúrgica, com 3 (3 de ouro) e do Carcará, também com 3 (3 de ouro)

Ajuda financeira - Muitos dos 67 clubes inscritos no Campeonato Brasileiro/Caixa de Mirins Interclubes são originários de Projetos Sociais importantes, que têm um histórico de apoio e descoberta de talentos no atletismo. Por isso, a Confederação Brasileira de Atletismo, com o patrocínio da CAIXA, resolveu ajudar financeiramente essas instituições.

Das que estiveram em Porto Alegre, receberão um valor mensal de ajuda de custo as equipes da Silveira Sampaio (RJ), Asa/Sertãozinho (SP), ARPA (Ribeirão Preto-SP), Mangueira (RJ), Orcampi/Unimed (SP), EMFCA - Escola Caldeira de Alvarenga (RJ), Asa/Sorriso (MT) e Fecam (PR).

Pódio da 4ª etapa - Domingo à tarde

75 m rasos masculino
1- Renato Oliveira dos Santos Junior - EMFCA - 8.86
2- Vitor Hugo Silva Mourão dos Santos - Silveira Sampaio - 8.87
3- João Henrique dos Santos Santini - UCS - 9.05

75 m rasos feminino
1- Julia Henkel Schwan - Instituto Evangélico de Novo Hamburgo - 9.84
2- Evelyn Oliveira de Paula - Fluminense - 9.92
3- Vitoria Cristina Silva Rosa - EMFCA - 9.94

300 m com barreiras masculino
1- Rafael Pereira de Souza Mello - Vasco da Gama - 40.46
2- Diego Francisco Cardoso Soares - Atletismo Campeão - 40.76
3- Juciam Rafael Alcantara Pereira - ADEBLU - 40.90

300 m com barreiras feminino
1- Eliza Vilas Boas Barros - Londrina/CAIXA - 46.62
2- Tainá dos Santos Pantoja - Mangueira - 46.99
3- Camila Zamboni - UCS - 47.37

Lançamento do peso masculino
1- Felipe Leal - Rio do Sul/FMD Metalúrgica - 55.13
2- Valdivino Vinicios Nunes do Santos - Atletismo Jaboticabal - 46.88
3- Douglas Mendes dos Santos - ASA/Sertãozinho - 45.87

250 m rasos masculino
1- Vitor Hugo Silva Mourão dos Santos - Silveira Sampaio - 29.84
2- Lucas Vinicius Marim Pedro - SESI-SP - 30.17
3- Ewerton Orichuela Alvarenga - ACORP/CG - 30.42

250 m rasos feminino
1- Tabata Vitorino de Carvalho - A.A.MARINGÁ - 32.94
2- Bruna Luiza Dannebrock - AAVA - 34.16
3- Raikeylane Lopes da Silva - ASA/Sorriso - 34.73

Heptatlo feminino*
1- Evelyn Tirado Padilha - SOGIPA - 3.505 pontos
2- Nina Santoro Francisquini Policarpo - Vasco da Gama - 3.441
3- Bianka Paulon Gomes de Sá - Centro Olímpico - 3.385
* Anna Victória Wickzén Rojas - Paraguai - 3.658

1.000 m com obstáculos masculino
1- Wellerson Falcão Vivi - Londrina/CAIXA -2.49.75
2- Eduardo Bittencourt - SOGIPA - 2.50.22
3- Weverton Fidelis - FECAM - 2.51.58

1.000 m com obstáculos feminino
1- Tassiane Alves dos Santos - SESI/SP - 3.18.81
2- Thayna Silva de Melo - Mangueira - 3.24.68
3- Monica Mendez - Medianeira - 3.28.82

Salto em distância masculino
1- Robert Sant´Ana do Carmo Ferreira - Silveira Sampaio - 6,36 m
2- Felipe Duarte Pereira - UCS - 6,31 m
3- Victor Masteguim e Costa - SESI/FUTEL - 6,21 m

Salto em altura masculino
1- Gabriel Oliveira Constantino - Mangueira - 1,90 m
2- Lucas Lima da Silva - AMAM - 1,82 m
3- Ednan Cardoso de Sousa - Voluntários de Juazeiro - 1,79 m

Lançamento do disco feminino
1- Jéssica da Silva Almeida - ASA/Sorriso - 36.70 m
2- Karoline Tavares Zorawski - FECAM - 36,33 m
3- Karine de Marchi Almeida - Medianeira - 35,77 m

Revezamento 4x75 m feminino
1- Parceiros do Esporte (Beatriz Celestino Kaneko, Ingrid Rodrigues Lira, Luana Gomes e Juliane Freire Rafael Noberto) - 38.17
2- ASA/Sorriso (Mikaely Stefanne da Silva Santos, Stefane Ribeiro de Oliveira Santos, Raikeylane Lopes da Silva e Jessica da Silva Almeida) - 38.33
3- Centro Olímpico (Amanda Beatriz Santana da Silva, Aline Ribeiro Furtado, Caroline Alves Dias e Janiele Vieira Leite) - 38.35

Revezamento 4x75 m masculino
1- EMFCA (Jhean Barros da Silva, Renato Oliveira dos Santos Junior, Anderson Luiz Fortunato dos Santos Junior e Douglas Ribeiro Gomes) - 33.64
2- Parceiros de Esporte (Mikael dos Santos Queiroz, Daniel Soares, Lucas Calenti Pereira e João Paulo Vianna Figueiredo) - 34.31
3- Silveira Sampaio (Vitor Hugo dos Santos, Eric Ramos da Silva, Robert Sant´Ana do Carmo Ferreira e Pablo Henrique Bezerra Bastos) - 34.43

Na classificação geral por pontos, a EMFCA, do Rio de Janeiro, empatou com a Mangueira em primeiro lugar, com 89 pontos. No critério de desempate (maior número de vitórias), a EMFCA foi a campeã, seguida da Mangueira e da Silveira Sampaio, com 84 pontos.

No masculino, o campeão foi a Silveira Sampaio, com 73 pontos, seguida da EMFCA, com 55, do Carcará, com 41, do Rio do Sul/FMD Metalúrgica, com 39, e da UCS, com 38 pontos.

No feminino, a Mangueira foi a campeã, com 65 pontos. O Centro Olímpico ficou em segundo, com 62, enquanto a ASA/Sorriso garantiu surpreendentemente o terceiro lugar, com 48 pontos.

Na classificação geral por medalhas, Silveira Sampaio também foi a campeã, com 6 medalhas (3 de ouro, 1 de prata e 2 de bronze), seguida do Rio do Sul/FMD Metalúrgica, com 3 (3 de ouro) e do Carcará, também com 3 (3 de ouro)

O Campeonato Brasileiro/Caixa Interclubes de Mirins foi uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo e da Federação de Atletismo do Rio Grande do Sul, com patrocínio da Caixa Econômica Federal, e apoio da Sogipa.