Volvo reconsidera as datas para as próximas edições da Volvo Ocean Race

Na sequência de uma profunda reflexão com os principais accionistas, determinou-se que é necessário um tempo de planeamento adicional para implementar as mudanças recentemente anunciadas no cronograma da prova / Foto: Ainhoa Sanchez/Volvo Ocean RaceNa sequência de uma profunda reflexão com os principais accionistas, determinou-se que é necessário um tempo de planeamento adicional para implementar as mudanças recentemente anunciadas no cronograma da prova / Foto: Ainhoa Sanchez/Volvo Ocean Race

Espanha - Na sequência de uma profunda reflexão com os principais accionistas, determinou-se que é necessário um tempo de planeamento adicional para implementar as mudanças recentemente anunciadas no cronograma da prova.
 
Como resultado, a edição de 2019-20 proposta com barcos novos não ocorrerá como planeado. Um cronograma revisto para futuras Volvo Ocean Race será anunciado com a maior brevidade possível.
 
A Volvo continua empenhada em garantir que as mudanças planeadas ofereçam benefícios sustentáveis ​​a longo prazo à regata e às equipas participantes
 
O trabalho de design sobre o novo e excitante conceito do Super 60, na vanguarda da tecnologia dos monocascos offshore, vai ontinuar.
 
A atual edição da Volvo Ocean Race 2017-18, não é afetada por esta mudança e procederá como anunciado publicamente.
 
Como conseqüência desta revisão do cronograma da regata, o atual CEO  Mark Turner decidiu anunciar a sua demissão. Ele permanecerá no cargo, até que um sucessor seja nomeado.
 
Embora lamentemos o facto de Mark ter decidido deixar o seu cargo, estamos gratos pelo trabalho árduo e contribuição que deu nos últimos 16 meses. A equipa de gestão que o Mark trouxe assegurará que a regata continua a ser um evento de classe mundial na vela e uma excelente plataforma de negócios e desejamos-lhe o melhor para o futuro", diz Henry Stenson, presidente do conselho fiscal da Volvo Ocean Race.
 
"Embora eu tenha decidido sair do meu cargo, estou muito agradecido por ter tido a oportunidade de liderar a Volvo Ocean Race neste momento importante. Estou confiante de que a edição 2017-18 será uma das melhores de sempre ", diz Mark Turner.
 
A Volvo Ocean Race está pronta para a largada em outubro de 2017 - A Volvo Ocean Race 2017-18 começará em Alicante a 22 de outubro de 2017 e terminará em Haia, em junho de 2018, visitando 12 cidades (Alicante, Lisboa, Cidade do Cabo, Melbourne, Hong Kong, Guangzhou, Auckland, Itajaí, Newport, Cardiff , Gotemburgo e Haia) uma aventura épica à volta do mundo que vai percorrer 45 mil milhas náuticas. A regata será disputada por 7 equipas de vela altamente qualificadas e profissionais, incluindo alguns dos velejadores mais qualificados  e experientes do mundo.
 
As equipas são: Team AkzoNobel, Dongfeng Race Team, MAPFRE, Vestas 11th Hour Racing, Sun Hung Kai / Scallywag, Turn The Tide on Plastic e Team Brunel
 
P: Haverá algum impacto na Volvo Ocean Race 2017-18?
R: Nenhum impacto na edição atual é esperado. O papel de Mark Turner foi focado principalmente na estratégia futura. A equipa de gestão está muito bem preparada e pronta para oferecer uma excelente experiência desportiva e de patrocínios. Mark Turner permanecerá como CEO até que um sucessor seja nomeado.
 
P: Foi anunciado em maio que as edições futuras seriam realizadas num ciclo de dois anos, em vez do atual ciclo de três anos, isso vai ser alterado? 
R: A AB Volvo e a Volvo Cars estão empenhadas em desenvolver a regata no futuro como anunciado em maio, incluindo otimizar o ciclo da competição. No entanto, após as discussões entre os dois proprietários do evento, foi determinado que para implementar na totalidade as mudanças anunciadas, é necessário um tempo de planeamento adicional, especificamente em relação aos ciclos da prova. Uma decisão final será anunciada numa fase posterior.
 
P: Foi anunciado recentemente que a próxima edição começaria em 2019, será assim?
R: Após as discussões entre as empresas do grupo Volvo, determinou-se que, para implementar na totalidade as mudanças anunciadas, é necessário um tempo de planeamento adicional, especificamente em relação aos ciclos da prova. Uma decisão final sobre este tema será anunciada numa fase posterior. Isto exclui o início da prova em 2019 com novos barcos, no entanto, a equipe de gestão da Volvo Ocean Race está a desenvolver planos para garantir oportunidades de ativação e retorno das partes interessadas usando os barcos existentes.
 
P: Uma série de iniciativas adicionais foram anunciadas em maio com o objetivo de desenvolver ainda mais o valor desportivo e comercial, outras iniciativas ainda estão em andamento?
R: Sim, essa é a intenção.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook