Alison/Bruno Schmidt leva bronze no Circuito Mundial

É a quarta medalha do país na atual temporada do Circuito Mundial / Foto: Divulgação/ FIVBÉ a quarta medalha do país na atual temporada do Circuito Mundial / Foto: Divulgação/ FIVB

São Paulo - Os campeões olímpicos mantiveram o retrospecto positivo contra a dupla polonesa, chegando ao nono triunfo em nove jogos diante de Losiak e Kantor. A vitória foi construída em apenas 31 minutos, com ótimas combinações de saque de Bruno Schmidt, e bloqueios precisos de Alison. Após a vitória, Bruno analisou a primeira medalha da parceria nesta temporada do Mundial.
 
“Era visível que as duas duplas estavam bastante cansadas fisicamente, encaramos três partidas no dia anterior, o que é bastante para um evento em nível tão alto. Eles começaram impondo um ritmo forte, mas nós sabíamos que teríamos que jogar no nosso limite e esquecer o cansaço. Tivemos sucesso com essa estratégia. Notamos que eles estavam sentindo mais e utilizamos isso em nossa vantagem durante o jogo”, destacou.
 
A medalha de bronze rende para Alison e Bruno Schmidt 640 pontos no ranking geral do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, além de uma premiação de cerca de R$ 34 mil. A parceria formada em janeiro de 2014 soma agora 19 medalhas em 40 eventos disputados, sendo 12 de ouro, quatro de prata e três de bronze. Bruno comentou a conquista.
 
“Desde o final do ano passado, decidimos nos esforçar muito em cada torneio, não importando o resultado, mas jogando no limite. E é ótimo quando você termina dando seu máximo como fizemos hoje, após vários jogos, no último dia da competição. Espero que continuemos assim. Vai mostrar como seremos competitivos este ano”, disse Bruno.
 
Outras duas duplas representaram o Brasil no naipe masculino em Xiamen: Vitor Felipe e Guto (PB/RJ) caíram nas oitavas de final, justamente para Alison/Bruno. Já Álvaro Filho e Saymon (PB/MS) foram eliminados também nas oitavas, para os russos Stoyanovskiy e Velichko.
 
Feminino - Ágatha e Duda (PR/SE) terminaram a campanha em Xiamen na quarta colocação. Elas começaram o dia sendo superadas na semifinal pelas canadenses Sarah Pavan e Melissa-Humana Paredes por 2 sets a 0 (21/19, 21/14), em 34 minutos. Horas depois, na disputa de bronze, acabaram derrotadas pelas australianas Artacho e Clancy por 2 sets a 0 (21/18, 21/17), em 35 minutos.
 
O quarto lugar rende 560 pontos e um prêmio de cerca de R$ 27 mil. Ágatha e Duda fizeram seis jogos em Xiamen, com quatro vitórias e duas derrotas. Outras duas duplas representaram o país no torneio: Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) terminaram em nono, e Carolina Horta/Taiana (CE) ficaram na 17ª posição.
 
Esta foi a sexta vez que a cidade de Xiamen recebeu uma etapa do Circuito Mundial, estando presente no tour seguidamente desde 2013. O Brasil soma cinco medalhas agora, sendo três de ouro, com Alison/Vitor Felipe, em 2013, Juliana/Maria Elisa, em 2014, e Fernanda Berti/Bárbara Seixas, em 2017. A única prata foi conquistada por Talita/Taiana, em 2013.
 
Além de Xiamen, a China sediará outras quatro etapas no Circuito Mundial 2018, de duas e três estrelas, além de ser palco do Campeonato Mundial Sub-19, que ocorre em Nanquim, de 10 a 15 de julho. Já a etapa brasileira do tour acontece de 16 a 20 de maio, em Itapema (SC).
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook