Há um ano, Ágatha e Bárbara Seixas conquistaram a prata no vôlei de praia

Brasileiras foram derrotadas por dupla alemã em sets diretos / Foto: Alaor Filho/Exemplus/COBBrasileiras foram derrotadas por dupla alemã em sets diretos / Foto: Alaor Filho/Exemplus/COB

Rio de Janeiro - Não deu para o Brasil na decisão do vôlei de praia feminino, na Arena de Copacabana, realizada há exatamente um ano nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Na disputa pela medalha de ouro, Ágatha e Bárbara Seixas foram derrotadas pelas alemãs Ludwig e Walkenhorst por 2 sets a 0 (21/18 e 21/14), no dia 18 de agosto de 2016.
 
Ágatha parabenizou a dupla alemã pela vitória, mas lamentou o forte vento, que atrapalhou a estratégia de jogo das brasileiras: “as alemãs mereceram a medalha de ouro, e nós ficamos muito orgulhosas com a prata. Quando estávamos no aquecimento, não estava ventando. Na hora do jogo, começou a ventar muito forte. Então, tivemos que mudar a estratégia e isso não foi bom”.
 
A atleta também lamentou as duas derrotas do Brasil naquela noite – antes, Larissa e Talita perderam o bronze para as norte-americanas Walsh e Ross. “Queríamos muito fazer uma final brasileira e repetir o que aconteceu em Atlanta 1996, mas agora é torcer por Alison e Bruno". (Os brasileiros conquistaram a medalha de ouro na decisão!)
 
Bárbara Seixas disse que competir nos Jogos Rio 2016 foi um momento único em sua carreira: “Nós sempre nos imaginamos no pódio, e ganhar essa medalha de prata em casa foi mágico. Temos que valorizar muito esta conquista para o vôlei de praia brasileiro”.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook