Larissa/Talita e Álvaro Filho/Saymon sobem ao pódio na Suíça

Prata e Bronze em Gstaad / Foto: Daniel Grund/Beach MajorsPrata e Bronze em Gstaad / Foto: Daniel Grund/Beach Majors

Suíça - O vôlei de praia brasileiro encerrou sua participação no Major Series de Gstaad, na Suíça, com dois pódios e, no total, 16 medalhas no Circuito Mundial 2017 até o momento. No sábado, dia 8, Larissa e Talita conquistaram a prata ao serem superadas pelas alemãs Laboureur e Sude por 2 sets a 0 (21/18, 22/20), em 39 minutos, na final do torneio.
 
O pódio mantém a dupla na liderança do ranking do tour internacional. A medalha de bronze ficou com as canadenses Sarah Pavan e Melissa Paredes. Em cinco encontros, esta foi a primeira derrota de Larissa e Talita para as alemãs.
 
Apesar de não conseguirem o tricampeonato, Larissa e Talita ressaltaram o pódio e a terceira final nesta temporada, a segunda em um Major Series, torneio mais valioso com exceção do Campeonato Mundial. "Não é o resultado que queríamos, mas estou feliz. Terceira final aqui no Major de Gstaad. Acho que cometemos muitos erros, elas foram mais regulares, jogaram melhor. Mas vamos ficar com uma boa lembrança, foi uma boa caminhada até aqui. Ainda temos mais desafios nesta temporada e vamos manter o foco", disse Talita.
 
No domingo, dia 9, o Brasil subiu mais uma vez ao pódio, desta vez com a atual dupla campeã brasileira. Álvaro Filho e Saymon ficaram com o bronze ao superaram os compatriotas Evandro e André Stein por 2 sets a 0 (21/12, 21/18), em 36 minutos. Foi uma repetição da final do Major Series de Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, com mesmo resultado final.
 
“Esse terceiro lugar foi muito importante para nós, tem gosto de ouro. Queremos evoluir a cada dia, buscar essa constante melhora é o mais importante. É sempre muito difícil jogar contra Evandro e André, pois são dois grandes sacadores, atletas altos, que estão jogando muito bem. O saque do Evandro é o melhor do mundo, o André tem um saque flutuante muito bom também, então isso coloca muita pressão na recepção do adversário. A gente tem que estar sempre muito atento”, analisou Álvaro Filho.
 
Saymon também comentou o resultado no Major Series de Gstaad e o retorno ao pódio do Circuito Mundial. “Gstaad é um lugar muito importante para mim, uma cidade que me dá ótimas energias, é um terceiro lugar importante. Jogar feliz, se divertindo, é algo fundamental, e conseguimos fazer isso. Temos que agradecer nossa comissão técnica, nossas famílias. Agora vamos pensar nos próximos torneios e na preparação para o Campeonato Mundial”.
 
O próximo desafio dos brasileiros no Circuito Mundial acontece de 19 a 23 de julho, no torneio quatro estrelas da Polônia, na cidade de Olsztyn. Antes, porém, os jovens da base disputam o Campeonato Mundial Sub-21 na cidade de Nanquim, na China, de 11 a 16 de julho.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook