É bronze! Brasil vai ao pódio da Nations Cup no Mundial de Optimist

Pódio da Nations Cup  / Foto: Divulgação/ CBVelaPódio da Nations Cup / Foto: Divulgação/ CBVela

Chipre - O Brasil mostrou a força da sua equipe e ficou com a medalha de bronze da Nations Cup, disputa entre nações do Mundial de Optimist, encerrado na última quarta-feira, dia 5, em Limassol, no Chipre. O terceiro lugar veio pela soma dos resultados individuais, sem descarte, dos quatro melhores velejadores do país na competição: Erick Carpes (200 pontos perdidos), Lorenzo Balestrin (218 p.p.), Mathias Crespo (230 p.p.) e Leonardo Crespo (247 p.p.).
 
Assim, o Brasil somou 895 pontos, ficando atrás apenas da campeã Tailândia (811) e da vice-campeã Itália (867).
 
“A equipe brasileira foi crescendo durante todo o evento, e melhorando cada dia as posições. Foi um resultado bem expressivo e foi produto de um projeto de Vela Jovem que está dando frutos, em parceria da CBVela (Confederação Brasileira de Vela) com a classe Optimist Brasil”, disse Juan Ignácio Sienra, coordenador técnico da Vela Jovem.
 
No geral, o Brasil mostrou grande regularidade no Mundial, colocando quatro velejadores na flotilha ouro, na disputa pelas primeiras posições: Erick Carpes, Lorenzo Balestrin e os irmãos Leonardo e Mathias Crespo. A classe Optimist é a porta de entrada para a vela, já que se trata de uma embarcação de pequeno porte, para crianças e jovens de até 60kg.
 
“A base da vela brasileira está mostrando uma grande evolução e estamos detectando novos talentos para continuar construindo a Equipe Brasileira de Vela do futuro. O evento foi difícil, mas à medida que a equipe ia ganhando ritmo, os velejadores se sentiam com mais confiança”, afirmou Juan Sienra.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook