Transat Jacques Vabre 2017 começa em direção ao Brasil

A 13ª edição da Transat Jacques Vabre largou às 10h35 (horário de Brasília) de Le Havre, na França, com destino a Salvador, na Bahia / Foto: Divulgação/Transat Jacques VabreA 13ª edição da Transat Jacques Vabre largou às 10h35 (horário de Brasília) de Le Havre, na França, com destino a Salvador, na Bahia / Foto: Divulgação/Transat Jacques Vabre

França - Uma das mais prestigiadas regatas internacionais começou neste domingo (5) com a participação de 37 barcos, incluindo o brasileiro Mussulo 40 Team Angola Cables. A Transat Jacques Vabre terá ao todo 8 mil quilômetros nas mais duras condições de navegação até a chegada a Salvador, na Bahia, que sedia pela quinta vez na história a prova.
 
A 13ª edição do evento internacional, que conta com atletas de oito países, largou às 10h35 (horário de Brasília) de Le Havre, na França, após um circuito entre bóias até Etretat, cidade turística francesa famosa pelas falésias.
 
Mais de 20 nós de vento e mar agitado deram o tom logo de cara. O frio também deu às caras na Normandia.
 
As condições não devem aliviar tão cedo, principalmente nos primeiros dias. Segundo José Guilherme Caldas, do barco brasileiro Mussulo 40 Team Angola Cables, a dupla ficará atenta à força dos ventos para preservar material do Class40 visando o longo percurso.
 
''No segundo dia de regata, está prevista a entrada de vento forte com rajadas de até 50 nós. Temos que tomar cuidado para não quebrar nesse período. A partir de terça-feira a gente já entra com uma situação melhor''. 
 
O Mussulo 40 é o segundo barco brasileiro na história do evento. Na edição passada, o campeão olímpico Eduardo Penido e o co-skipper Renato Araújo a bordo do Zetra.
 
Os barcos mais rápidos, como os Ultimes, projetam fazer o percurso em até 10 dias. Já os IMOCA e Multi50 devem demorar até 15 dias para o feito! Os Class40, dos brasileiros do Mussulo 40, são um pouco mais lentos.
 
O trimarã Edmond de Rothschild é apontado como o principal favorito ao título da Transat Jacques Vabre 2017 e também ao prêmio de Fita-Azul - aquele que chega primeiro independentemente da classe.
 
Os franceses Sebastien Josse e Thomas Rouxel têm tudo para ser a primeira dupla a cruzar a linha de chegada em Salvador, quebrando o recorde da Transat Jacques Vabre.
 
O Edmond de Rothschild precisa navegar mais rápido do que o Groupama 2 da edição de 2007, que fez o percurso de Le Havre até Salvador em 10 dias e 38 minutos. O Groupama era um multicasco de 60 pés e o Edmond de Rothschild tem 104 pés.
 
''Queremos fazer a prova em oito dias'', disse Sebastien Josse com naturalidade, como se distância até a Bahia fosse curta. ''É um barco mais rápido e seguro do que a versão de 70 pés que usamos em 2013''.
 
Emmanuel Macron - O presidente da França, Emmanuel Macron, esteve em Le Havre, na noite deste sábado (4), e aproveitou a visita para conhecer a Vila da Regata, instalada na Bacia de Paul Vatine. A presença fora dos registros oficiais não passou desapercebida.
 
No melhor estilo francês, Emmanuel Macron mandou um recado aos 74 velejadores que partem neste domingo ao Brasil. ''Merde a tous''. A tradução é a mesma que você pensou lendo em português, porém nesse sentido é positivo. O presidente com essas palavras desejou sorte aos atletas da Transat Jacques Vabre. ''Boa sorte e eu realmente admiro vocês'', emendou o líder francês, que assumiu o cargo no primeiro semestre de 2017. 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook