Scheidt estreia no Mundial de 49er nesta segunda-feira (28)

Bicampeão olímpico e o proeiro Gabriel Borges competem na cidade do Porto, em Portugal, em busca de bons resultados e experiência na nova classe / Foto: DivulgaçãoBicampeão olímpico e o proeiro Gabriel Borges competem na cidade do Porto, em Portugal, em busca de bons resultados e experiência na nova classe / Foto: Divulgação

Portugal - Robert Scheidt e Gabriel Borges estreiam no Campeonato Mundial de 49er, na cidade do Porto, em Portugal. Bicampeão e maior medalhista olímpico do Brasil, Scheidt faz sua estreia na maior e mais importante competição na nova classe.
 
Consagrado na Star e Laser, o atleta de 44 anos disputa sua primeira temporada na 49er. Encara o desafio de velejar em um barco maior, mais veloz e com estratégias diferentes a fim de iniciar um novo ciclo olímpico, visando os Jogos de Tóquio, em 2020.
 
Robert sabe que as dificuldades fazem parte do processo de adaptação às características da nova classe. Reconhece estar evoluindo gradativamente, muito auxiliado pelo proeiro Gabriel Borges, mas não espera moleza em Portugal. “Estamos muito animados. Será uma disputa de altíssimo nível e vamos dar o nosso máximo para velejar bem. Treinamos no Porto por três dias, sempre em condições bem difíceis, com bastante névoa, muitas ondas e vento fraco, de 4 a 7 nós. Mas vamos confiantes para o campeonato”, disse o velejador, patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex, com os apoios do COB e CBVela.
 
Recentemente, Scheidt e Borges disputaram o Campeonato Europeu. Em 15 regatas, conquistaram duas vitórias e encerraram a participação em 31º lugar, com 103 pontos perdidos, entre 92 barcos. “Aprendemos muito e deixamos o Europeu um pouco melhor do que chegamos. Estreamos um novo barco aqui e sabemos que tudo faz parte do nosso aprendizado na 49er”, completou o atleta sobre a disputa em Kiel, na Alemanha.
 
Além de Scheidt e Borges, o Brasil terá também Carlos Robles e Marco Grael. As regatas serão disputadas diariamente e têm início previsto para 6h55 (horário de Brasília). A competição este ano conta com 84 tripulações na 49er. O campeonato vai até o dia 2 de setembro, data da regata da medalha. No feminino, o país será representado por Martine Grael com Kahena Kunze, dupla campeã olímpica nos Jogos Rio 2016.
 
Crescimento - A evolução de Robert na 49er pode ser comprovada pelo seu desempenho. Na Copa Brasil, no início de março, em Porto Alegre, venceu quatro regatas, as primeiras na nova categoria, conquistando a medalha de prata. Antes de competir em águas brasileiras, disputou a etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela, em janeiro. E conseguiu o 16º lugar na disputa que reuniu 26 barcos com os melhores iatistas do planeta. Na Miami Mid Winters, também no início de 2017, obteve o 11º lugar no campeonato que envolveu 17 competidores. No final de março, correu o Troféu Princesa Sofia e novamente fez um 11º lugar. 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook