Frank Silvestrin e Pâmella Oliveira vencem o GP Extreme Penha

Gaúcho e capixaba (foto) são os mais rápidos em prova que desafios os competidores em 1000 m de natação, 100 km de ciclismo e 10 km de corrida em Santa Catarina / Foto: Rivo BiehlGaúcho e capixaba (foto) são os mais rápidos em prova que desafios os competidores em 1000 m de natação, 100 km de ciclismo e 10 km de corrida em Santa Catarina / Foto: Rivo Biehl

Santa Catarina - O gaúcho Frank Silvestrin e a capixaba Pâmela Oliveira foram os grandes campeões do GP Extreme Penha, realizado nesse domingo na cidade do litoral norte catarinense. Com 1000 m de natação, 100 km de ciclismo e 10 km de corrida o evento a dupla campeã contou com ótimo desempenho no ciclismo para definir a prova.
 
Com largada às 7h15, na Praia Armação do Itapocorói, os mil metros de natação tiveram o domínio de Chicão Ferreira e Pâmella Oliveira, que impressionou na primeira parte da prova saindo na frente na água ao lado de seu parceiro de treinamentos. Desde o início a capixaba comprovou sua ótima fase abrindo frente para as demais concorrentes.
 
No ciclismo, Pâmella aumentou ainda mais a diferença colocando uma grande vantagem sobre as demais competidoras. Já no masculino, Frank Silvestrin começou a tirar a diferença de pouco mais de um minuto para os atletas da frente e na última volta da bike já liderava a prova, à frente de Thiago Nascimento, Chicão Ferreira e André Vieira.
 
Nos 10 km finais de corrida Frank manteve a diferença e fechou a prova em 3h21m16s, com Thiago Nascimento em segundo e Chicão Ferreira em 3º. “Depois do Ironman Brasil essa foi minha primeira prova e acho que a regularidade foi o importante hoje, mas acredito que o ciclismo fez a diferença”, destacou Frank, que fez questão de elogiar o formato do evento. “A distância do GP Extreme é muito inteligente. Essa prova é perfeita para quem está se preparando para um 70.3 e para o atleta que está na distância olímpica. A organização evoluiu muito nos últimos anos. É uma prova de acesso para quem está migrando para longo”, finalizou.
 
Representante do Brasil nos Jogos Olímpicos de 2012 (Londres) e 2016 (Rio de Janeiro), Pâmella Oliveira provou que é uma das triatletas mais completas do Brasil ao confirmar o título após uma ótima corrida, fechando a prova em 3h38m26s, com Ana Claudia Joma na segunda posição e Isabela de Souza completando o GP Extreme Penha em 3º lugar. “Foi ótimo depois da vitória no Challenge (semana passada) poder me testar de novo. Foi um grande desafio ter vindo para o GP Extreme. Nunca tinha feito essa distância e fiquei feliz com o meu ciclismo”, disse. “Achei muito interessante esse formato destacando bastante o ciclismo e depois poder sair para correr um pouco mais forte do que o normal”, completou.
 
GP Sprint e Duathlon - Reunindo quase 400 atletas, o GP Extreme Penha contou também com disputas nas distâncias Sprint (750 m de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida) e Duathlon (5 km de corrida, 24,5 km de ciclismo e 2,5 km de corrida). No Sprint Yago Alves, campeão do GP Winter, mostrou mais uma vez que é um dos destaques da nova geração vencendo mais uma prova no ano. Entre as mulheres deu Amanda Benazzi. Já nas disputas do Duathlon Renan Cerezer e Daiane Bastos foram os campeões.
 
GP Extreme São Carlos encerra a temporada em outubro - Após três eventos na temporada o GP Extreme chega ao último evento do ano com mais uma prova em São Carlos. O evento, que acontece dia 07 de setembro, já está com inscrições abertas através do site www.sb5.com.br .
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook