Powerman confirma Indaiatuba novamente como sede do Circuito Mundial

Maior série de duathlon do mundo, Powerman Brasil acontece pelo quarto ano consecutivo, sendo a segunda vez no interior de São Paulo. Inscrições já estão abertas / Foto: Ivan PadovaniMaior série de duathlon do mundo, Powerman Brasil acontece pelo quarto ano consecutivo, sendo a segunda vez no interior de São Paulo. Inscrições já estão abertas / Foto: Ivan Padovani

São Paulo - Após três edições no país marcadas por um ótimo crescimento e grande aprovação dos atletas, o circuito Powerman, maior série de duathlon do mundo, está confirmado para desembarcar mais uma vez no Brasil em 2018. Com quase seiscentos atletas inscritos na edição 2017, a maior já realizada no pais, Indaiatuba foi mantida como sede brasileira, já com data marcada: 19 de agosto.
 
“Após dois anos em Florianópolis encontramos em Indaiatuba um lugar perfeito para a realização do Powerman Brasil. Tivemos todo o respaldo da cidade, não só com o grande apoio da Prefeitura, mas também da rede hoteleira, comércio local e dos cidadãos que abraçaram o evento. Neste ano de 2017 batemos nosso recorde de inscritos e a prova foi melhor do que o esperado. Estamos extremamente gratos em poder anunciar Indaiatuba pelo segundo ano consecutivo como para da série Powerman no Brasil. Com certeza será um evento ainda maior e melhor”, comemorou Luiz Amaral, presidente do Powerman Brasil.
 
Em 2015 e 2016 o circuito Powerman chegou ao país com etapas em Florianópolis. Por se tratar de uma prova de duathlon o evento ganhou adeptos ao longo dos anos e contou com a participação de alguns dos principais atletas do país como Mariana Borges, campeã das duas primeiras edições, Matheus Ghiggi – vencedor em 2015 – e Bruno Matheus, campeão em 2016. Além deles, Felipe Manente, Nicholas Cruz, Pedro Arieta, Antonio Mansur Filho, Franciso Luiz Viana Neto, Nayara Luniere e Bruna Mahn foram alguns dos atletas de elite que competiram em Santa Catarina.
 
Com nova sede nessa temporada, o Powerman passou a atrair ainda mais competidores, sendo que em sua terceira edição que subiu ao lugar mais alto do pódio nas duas categorias principais foram Santiago Ascenço e Carol Furriela, dois dos principais atletas do Brasil. “O Powerman Brasil passa por uma evolução constante e a cada ano temos crescido bastante o que indica que a prova caiu nas graças dos atletas. Já atraímos alguns dos melhores atletas do país e nossa intenção é fazer com que o evento se torne um dos principais do mundo”, acrescenta Luiz Amaral.
 
Segundo a organização, a prova de 2018 deve manter os padrões da edição deste ano, mas pequenas mudanças no percurso, por exemplo, não estão descartadas. “Estamos analisando tudo que tivemos de positivo no evento e também nos pontos que não gostamos para deixar a prova ainda melhor. Os atletas gostaram dos percursos, especialmente no ciclismo, que exigiu bastante dos competidores”, comenta Juliana Palhares, Diretora Técnica do Powerman Brasil.
 
A prova, que vale vaga para o mundial da categoria, realizado sempre em setembro na Suíça, conta com as categorias Classic e Sprint. No Classic os duatletas são desafiados em 20km de corrida (intercalados em duas etapas de 10km cada) e 60km de ciclismo. Já no Sprint, são 10km de corrida (divididos em duas etapas de 5km cada) e mais 30km de ciclismo.
 
Campeões :: Powerman Brasil :: Classic
 
2015 - Matheus Ghiggi (SC) e Mariana Borges (SC)
2016 - Bruno Matheus (SC) e Mariana Borges (SC)
2017 - Santiago Ascenço (GO) e Carol Furriela (SP)
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook