No fim do Troféu Maria Lenk, pinheirenses comemoram metas pessoais

Spajari novamente melhora o seu tempo, nadando na casa dos ’21 / Foto: Ricardo Bufolin / ECPSpajari novamente melhora o seu tempo, nadando na casa dos ’21 / Foto: Ricardo Bufolin / ECP

São Paulo - Em mais uma noite de finais, dia 20, o Pinheiros marcou presença em todos os pódios da quarta etapa do Troféu Maria Lenk de Natação. O clube manteve-se na liderança, com 2.071,00 pontos e está a poucos passos de conseguir o seu 17º título na competição.
 
Até o momento seis atletas já estão “pré-classificados” para o Pan-Pacífico e outros dois para os Jogos Olímpicos da Juventude, além do revezamento 4x100m masculino, que já foi definido e contará com três pinheirenses. Nas finais dos 50m livre, realizadas na manhã deste sábado, dia 21, Pedro Spajari mostra que está numa ótima fase, nadando na casa dos ’21.
 
Além das medalhas - Além dos resultados conquistados que vem colocando o Clube no rumo do seu 17º título e os índices para participar de duas grandes competições, muitos atletas do Pinheiros tem tido um ótimo desempenho no Troféu Maria Lenk de Natação. Especialista em nado borboleta, Giovanna Tomanik Diamante é uma das atletas que finaliza sua participação no campeonato bem satisfeita. Nadando os 50m, 100m e 200m borboleta, Giovanna subiu ao pódio em todas elas, conseguindo também melhorar os seus tempos.
 
“Eu estou muito feliz. Cai na água para nadar três provas e nas três eu consegui baixar meu tempo, então eu estou muito satisfeita. Eu treinei justamente para fazer isso aqui e acho que mais importante que a medalha é estar bem consigo mesma e eu conseguir dar o meu melhor, por isso estou realizada.”
 
Quem também ficou feliz com os resultados no nado livre, foi Breno Correia. Com 19 anos, ainda na fase de transição, da categoria júnior para a sênior, o nadador melhorou os seus tempos e teve uma importante participação nos revezamentos 4x100m e 4x200m livre.
 
“É sempre uma honra nadar ao lado de atletas que já fizeram parte da seleção brasileira absoluta, ainda mais que eu ainda tenho um ano de categoria antes do sênior, então me sinto feliz de estar brigando de frente com eles. Eu baixei minhas parciais nos revezamentos e fiz as minhas duas melhores marcas nas minhas provas individuais (200m e 100m)."
 
Voando baixo - Na terceira etapa da competição, Pedro Spajari já havia feito o melhor tempo de sua carreira (47.93) nos 100m metros livres, que também foi o segundo melhor tempo do mundo, este ano. Repetindo a dose, também na fase classificatória dos 50m livre, deste sábado, a última etapa, nadou na casa dos ’21, garantindo uma vaga na final e ficando com 8º melhor tempo do Mundo desta temporada. Com 21 anos, Spajari vem se destacando no nado livre, conseguindo resultados expressivos e competindo de igual para igual com nomes já consagrados na natação.
 
“Acho que a natação está ganhando uma nova cara agora, o trabalho de todos os Clubes vem dando certo. Faltam dois anos ainda para as olimpíadas e nós temos que continuar trabalhando e tentando baixar estes tempos, mas acho que 2020 promete para o Brasil. Vai ser muito bom para nós, pelo menos eu espero. E acho que não tem ninguém que pare a gente”, analisa o atleta.
 
Neste sábado, o Clube disputa as finais das provas de 200m peito, 50m livre, 800m livre, 1500m livre, além dos revezamentos 4x100 medley.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook