Com equipe mista, Brasil é tetracampeão do Raia Rápida

Time contou com Etiene Medeiros, Bruno Fratus, Daynara de Paula e João Gomes Jr / Foto: Satiro Sodré/SSPressTime contou com Etiene Medeiros, Bruno Fratus, Daynara de Paula e João Gomes Jr / Foto: Satiro Sodré/SSPress

Rio de Janeiro - Em disputas emocionantes, a equipe brasileira contou com o apoio da torcida e levou a melhor na 6ª edição do Desafio Raia Rápida. O eletrizante evento de natação aconteceu na manhã deste domingo, dia 15, na piscina do Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.
 
Destaque para o brasileiro Bruno Fratus que venceu o bicampeão olímpico Anthony Ervin, na prova de 50m livre, e ajudou o time verde e amarelo a carimbar o tetracampeonato da competição. O Brasil ainda venceu as disputas de 50m costas com Etiene Medeiros, a prova de nado peito com João Gomes e o revezamento 4x50m medley. O Desafio Raia Rápida é um torneio disputado por equipes de quatro países, com quatro atletas cada. Eles competem em baterias individuais de 50m por estilo (livre, costas, peito e borboleta). Depois, os atletas voltam à piscina para a segunda fase do desafio: o revezamento 4x50m. A equipe americana terminou em segundo, seguido por Itália e Argentina.
 
"O Raia Rápida já se tornou uma competição do calendário nacional da natação. Os atletas já incluem na agenda, é uma oportunidade de competir no Brasil, desenvolver a natação e encarar alguns dos principais velocistas do mundo. O Desafio cumpre a função de atrair e chamar as crianças para a prática esportiva e proporcionar momentos únicos. Essa proximidade entre atletas olímpicos e crianças é demais. Eu me sinto honrado por participar pela terceira vez do Raia e ganhar, o que é muito legal”, empolga-se Fratus.
 
Quem também brilhou e levantou a torcida foi a pernambucana Etiene Medeiros. Ela venceu as três baterias de nado costas. A Italiana Elena Gemo foi eliminada no primeiro heat e a argentina Andrea Berrino caiu na segunda disputa. Etiene fez final foi contra a americana Hellen Moffitt. Ela terminou a prova em 28''00.  Pela primeira vez, o Raia Rápida foi disputado por homens e mulheres.
 
“Eu estou muito feliz, contar com duas mulheres na competição foi bem diferente e especial. O Raia Rápida é um evento muito bacana, que promove a natação e o esporte brasileiro. Ter uma transmissão ao vivo ajuda muito. É o mais importante é que o Brasil foi campeão. É ano que vem, se tiver revezamento misto, eu quero estar aqui de novo”, finaliza Etiene.
 
Na disputa dos 50m peito, o brasileiro João Junior chegou forte e venceu todas as provas. A vitória na final foi contra o italiano Fabio Scozzoli com o tempo de 27''25. O italiano terminou a prova em 27''68.  O americano Chuck Katis foi eliminado na 2ª bateria e Facundo Miguelena (ARG) foi o primeiro a sair. 
 
"A cada ano o Raia fica mais especial. E esse ano a gente fez ser o máximo. é uma oportunidade ótima de interagir com os feras do esporte e com a torcida. Fiquei muito feliz por disputado mais uma edição do evento", declara João Júnior.
 
Os Estados Unidos ficaram com a 2ª colocação. A americana Kendyl Stewart foi a campeã na disputa do nado borboleta, com o tempo de 26’'28. A final foi contra a brasileira Daynara de Paula (26''76). O experiente Anthony Ervin ficou com a segunda colocação na final dos 50m livre. A derrota foi inédita. Pela primeira vez em quatro participações no evento, o americano perdeu uma prova individual do Desafio. Bruno Fatus terminou a prova em 22''36. Já Anthony Ervin concluiu em 22’'64. 
 
"O Raia Rápida é sempre um evento incrível. Nos divertimos muito competindo aqui. Fiquei feliz pelo Bruno, ele tem evoluído bastante e é um grande atleta", declara Ervin.
 
No revezamento 4x50 medley, o Brasil mostrou sua força e não deu chance para os adversários. Em um fechamento emocionante, Bruno Fratus caiu na água em segundo e conseguiu terminar com vitória para o time brasileiro. A equipe canarinha completou a prova em 1min45s38. A equipe da Itália chegou em segundo (1min45s53), seguida por Estados Unidos (1min46s67) e Argentina (1min49s38).
  
Resultados Raia Rápida 2017
 
Costas
1º- Etiene Medeiros (BRA) – 28''00
2º- Hellen Moffitt  (EUA) – 28''74
Andrea Berrino eliminada na 2ª bateria
Elena Gemo eliminada na 1ª bateria
 
Peito
1º- João Junior (BRA) – 27''25
2º- Fabio Scozzoli (ITA) – 27''68
Chuck Katis (EUA) eliminado na 2ª bateria
Facundo Miguelena (ARG) eliminado na 1ª bateria
 
Borboleta
1º- Kendyl Stewart (EUA) – 26''28
2º- Daynara de Paula (BRA) – 26''76
Elena Di Liddo (ITA) eliminada na 2ª bateria
Maria Belén Diaz (ARG) eliminada na 1ª bateria
 
Livre
1º- Bruno Fratus (BRA) – 22''36
2º- Anthony Ervin (EUA) – 22’'64
Lorenzo Benatti (ITA) eliminado na 2ª bateria
Federico Grabich (ARG) eliminado na 1ª bateria
 
Revezamento
1º - Brasil – 1min45s38
2º - Itália – 1min45s53
3º - Eua - 1min46s67
4º - Argentina – 1min49s38
 
Resultado final Raia Rápida 2017
1º- Brasil
2º- Eua
3º- Itália
4º- Argentina
 
Campeões Raia Rápida:
2012 – EUA - Josh Schneider / Adam Mania / Mike Alexsandrov / Eugene Godsoe
2013 – Austrália - Daniel Arnamnart / Christian Sprenger / Matt Targett / Matt Abood
2014 – Brasil -  Matheus Santana / Nicholas Santos / Felipe França / Guilherme Guido
2015 – Brasil – Henrique Martins / Nicholas Santos / Felipe França / Daniel Orzechowski
2016 – Brasil – Bruno Fratus / João Junior / Henrique Martins / Henrique Rodrigues
2017 – Brasil - Etiene Medeiros / João Junior / Daynara de Paula / Bruno Fratus
 
Formato da competição - Cada país foi representado por quatro atletas, que competiram em provas individuais e de revezamento, sempre nadando no seu melhor estilo (borboleta, costas, peito e livre). Os atletas disputaram provas eliminatórias sempre na distância de 50m. Os últimos colocados de cada prova foram eliminados da série seguinte até que restem apenas dois nadadores para a final de cada modalidade.  Logo depois, os nadadores voltaram à piscina para a segunda fase do desafio com um empolgante revezamento 4x50m medley.  A equipe com maior pontuação nas duas fases foi a grande campeã.

Veja Também: 

 

 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook