Allan do Carmo e Márcia Santos vencem prova principal do Baiano

Os melhores classificados da competição vão poder participar da Travessia Mar Grande-Salvador / Foto: DIVULGAÇÃO FBDAOs melhores classificados da competição vão poder participar da Travessia Mar Grande-Salvador / Foto: DIVULGAÇÃO FBDA

Bahia - Sol forte, poucas nuvens, foi com essas condições que 350 atletas nadaram, sábado à tarde (9), a 5ª etapa do Campeonato Baiano de Maratonas Aquáticas – Troféu FBDA 64 anos. Allan do Carmo, da ACEB, venceu a prova principal com o tempo de 41m38s. No feminino, Márcia Santos, do Yacht Clube da Bahia, cruzou a chegada com 46m52s.
 
Os nadadores partiram da praia do Porto da Barra com destino à prainha do 2º Distrito Naval, no Comércio. Allan puxou o primeiro pelotão seguido por Thiago Cavalcante (ACEB) e Izaac Júnior (Rhanc/Costa Verde), segundo e terceiro lugar, respectivamente.
 
Para Allan, atual campeão mundial de maratonas aquáticas, nadar em casa faz toda a diferença. “Estou acostumado a nadar fora e toda vez que volto para Salvador sinto esse carinho diferente das pessoas. É um prestígio mais gostoso e especial”, conta.
 
Márcia Santos, atual campeã do Campeonato Baiano, liderou a prova. Érika Soares (Rhanc/Costa Verde) e Sinara Britto (Yacht Clube da Bahia) ocuparam o segundo e terceiro lugar, respectivamente.
 
Márcia, bicampeã consecutiva na 4ª etapa (Juazeiro), não sentiu dificuldade. “A prova foi tranquila, o mar calmo ajudou bastante e propiciou minha vitória”, diz.
 
As provas Mirim (500m), Petiz (1km) e Rápida (1km) foram realizadas em circuito triangular na prainha do 2º Distrito Naval.
 
Atletas que competem nas provas Mirim e Petiz são crianças de 9 a 12 anos que têm um primeiro contato com a modalidade de maratonas aquáticas. A prova Rápida tem um formato alternativo que trabalha a inclusão de atletas de todos os níveis, desde nadadores da escolinha até os de alto rendimento.
 
Antes da realização, de mãos dadas, os nadadores fizeram um círculo e um minuto de silêncio em respeito às vítimas do acidente em Mar Grande.
 
Quanto à pontuação dos clubes na competição, o Yacht Clube da Bahia ficou na primeira colocação, seguido da Estação Atlética e Rhanc/Costa Verde.
 
Tradicional campeonato de águas abertas da Bahia, a maratona é uma prova de valorização dos ideais esportivos. Analice Andrade, 61 anos, começou a nadar aos 48 para vencer o medo da água. “Me apaixonei e, hoje, o mar me purifica, não me falta qualidade de vida e dedicação”, comemora.
 
Os melhores classificados da competição vão poder participar da Travessia Mar Grande-Salvador, além de concorrerem ao Melhores do Ano, premiação final da natação baiana que celebra os campeões de cada categoria.
 
Confira o resultado completo: http://www.cbda.org.br/cbda/maratonas/calendario
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook