Hugo Calderano bate seu próprio recorde no ranking mundial

Hugo Calderano em ação / Foto: Marcelo Pereira/Exemplus/COBHugo Calderano em ação / Foto: Marcelo Pereira/Exemplus/COB

São Paulo - Hugo Calderano superou sua melhor posição no ranking mundial de tênis de mesa, onde já era o melhor latino-americano em todos os tempos. Na última segunda-feira, dia 2, a Federação Internacional de Tênis de Mesa confirmou o brasileiro em 12º lugar, subindo três posições em relação ao último ranking.
 
O salto se deve ao desempenho de Calderano no Aberto do Catar, quando foi vice-campeão, perdendo para o novo número 1 do mundo, o chinês Fan Zhendong. O desempenho no Aberto da Alemanha, quando foi eliminado na estreia, contou para que o brasileiro não alcançasse o Top-10.
 
"O Aberto do Qatar foi um grande passo na minha carreira e estou muito feliz com essa subida no ranking. É muito legal ver as pessoas acompanhando e torcendo para me ver no top-10", disse Calderano, já projetando também sua participação na principal competição do ano: o Mundial por Equipes, que começa no dia 29, na Suécia.
 
"O Mundial vai ser um grande desafio, porque já na fase de grupos temos cinco jogos contra equipes muito fortes. Temos que estar sempre preparados física e mentalmente e aproveitar a oportunidade de mostrar que o Brasil está entre os melhores do mundo".
 
Entre as mulheres, Bruna Takahashi é a nova número 1 entre as brasileiras. Ela, agora, ocupa a 89ª colocação, três acima do último ranking. A brasileira que mais subiu foi Jéssica Yamada, pulando da 803ª colocação para o 584º lugar.
 
Entre os homens, Humberto Manhani subiu do 626º lugar para o 483º. Ambos tiveram boas participações no Campeonato Latino-Americano, em Cuba. Vitor Ishiy, que chegou nas quartas de final do Aberto da Espanha, também teve um salto significativo. Saiu do 156º para o 126º lugar. No ranking por equipes, o Brasil aparece em 10º lugar no masculino e 20º no feminino.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook