Shimano Fest confirma oitava edição no Jockey Club de SP

Maior festival de bike da América Latina será realizado entre 14 e 17 de setembro como atração da cidade / Foto: Fernando Siqueira / FS FotografiaMaior festival de bike da América Latina será realizado entre 14 e 17 de setembro como atração da cidade / Foto: Fernando Siqueira / FS Fotografia

São Paulo - A nova estrutura muito bem sucedida e aprovada por todos os presentes do Shimano Fest 2016, com quatro dias de evento, divididos em dois exclusivos para profissionais do setor e outros dois abertos ao público de forma gratuita, seguirá na oitava edição.
 
A data e o local também estão definidos. Pelo terceiro ano seguido o Jockey Club de São Paulo receberá o evento, desta vez entre os dias 14 e 17 de setembro, após reunir um público de 20.500 neste ano. 
 
A organização do Shimano Fest anuncia ainda uma novidade em relação a sétima edição. "Em 2017 o maior festival de bike da América Latina terá uma área coberta no setor de exposição para aumentar o conforto de todos. O terceiro ano consecutivo no Jockey Club de São Paulo confirma que a fórmula de misturar negócios com o esporte e diversas atrações para todas as idades numa cidade com a importância e envergadura que São Paulo tem, deu certo. Mais uma confirmação do sucesso é termos 70% dos espaços dos expositores já fechados para a edição de 2017", conta Rogerio Tancredi, gerente de marketing da Shimano Latin America.
 
Atrações para todos os gostos - Na sétima edição, realizada entre 22 e 25 de setembro, atrações não faltaram para todos os gostos. Além da Expo, reunindo 74 empresas do mercado da bike apresentando suas novidades totalizando mais de 100 marcas, as áreas Espaço Mulher, Bike Kids, Bike Radical, Bike Show, Bike Competition e Bike Mobility garantiram interatividade, diversão e lazer para os visitantes. 
 
Na Expo, as principais empresas do setor, como Caloi, Cannondale, GT Bicycles, Audax, Fuji, Groove, GTSM1, Hupi, Oggi, Santa Cruz, Sense, Soul entre outras, mostraram seus principais modelos de bicicletas urbanas, speed, elétricas e mountain bikes, além de acessórios, componentes e todos os tipos de vestuário, que também estiveram presentes no estande da Shimano.
 
Na área destinada para as mulheres, aulas gratuitas de spinning, do estúdio de ciclismo indoor Ride State, foram a sensação da área, bem como palestras de diversas atletas e formadoras de opinião no esporte. No Bike Kids, atrações para crianças de todas as idades, desde o tira-rodinhas e a Escolinha Bike para os menores, até o circuito de Pump Track para os mais velhos.
 
O Bike Mobility teve palestras e debates sobre mobilidade e sustentabilidade, conversas entre especialistas e cicloativistas e a abordagem do Cicloturismo, por meio de exposições fotográficas. Se em 2015 o mote foi o #TodoMundoPelaBike, na sétima edição o Shimano Fest teve o lema #RespeitoPelaBike, dedicado especialmente ao ultraciclista Claudio Clarindo, morto enquanto treinava na Rodovia Rio-Santos, no dia 25 de janeiro deste ano.
 
Garantia de fortes emoções e muita adrenalina, o Bike Competition contou com provas de ciclismo de estrada - Criterium por Pontos, o Mountain Bike Short Track, válido pelo ranking UCI (União Ciclística Internacional), o Cyclocross e o Desafio entre Mecânicos, no estande da Escola Park Tool. O Bike Radical contou com apresentações de Bike Trial, BMX Dirt Jump e Freestyle Flatland, além de das presenças especiais de dois atletas que representaram o Brasil na Rio 2016: Priscilla Stevaux e Renato Rezende.
 
As atrações musicais agitaram o público no evento, com três shows de rock e um de Taiko, tambores tradicionais japoneses. A banda "Nem Liminha ouviu", o músico solo "Caio Durazzo One Man Band" e o grupo "Kid Vinil & banda Magazine" garantiram um som de qualidade durante os dias abertos ao público.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook