91ª Corrida de São Silvestre: estrangeiros demonstram confiança

Destaques internacionais da 91ª Corrida de São Silvestre / Foto: Fernando Dantas/Gazeta PressDestaques internacionais da 91ª Corrida de São Silvestre / Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

São Paulo - Nesta quinta-feira, dia 31, será disputada a 91ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre. Como em 2014, o grupo de estrangeiros na Elite está muito forte, com vários destaques em provas por todo o mundo. Algumas das atrações e que, certamente, brigarão pelo topo do pódio, falaram com a Imprensa brasileira nesta terça-feira. Os atuais campeões Dawit Admasu e Ymer Ayalew, ambos da Etiópia, os quenianos Stanley Biwott, campeão da Maratona de Nova York em 2015, Edwin Rotich, bicampeão da São Silvestre(12/13), Joseph Aperumoi, vice em 2012, Maurine Kipchumba, campeã em 2012, e Caroline Komen, campeã da Maratona de São Paulo deste ano, participaram das entrevistas e disseram, de maneira geral, que estão confiantes para o dia 31.
 
A prova reunirá cerca de 30 mil corredores de 37 países e de todos os estados do Brasil. Estas percorrerão os 15 km, com largada a partir das 8h, com a categoria Cadeirante, na Avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e chegada será em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, no número 900 da Paulista. A Elite feminino começará às 8h40, enquanto a masculino, pelotão geral e demais atletas com deficiência largarão às 9h.
 
Dawit Admasu disse que retornou ao Brasil para defender seu título de 2014. Mas não espera facilidades para atingir sua meta. "Treinei bem e estou confiante, Mas sei também que não será nada fácil. Os adversários são bem fortes e terei de fazer o meu melhor para conseguir vencer. A vantagem é que agora conheço o percurso e isso fará muita diferença", declarou o jovem corredor e que se tornou a grande atração no masculino.
 
Carregando o título de campeão da Maratona de Nova York deste ano, Stanley Biwott também sabe que não terá moleza no dia 31. Ele, que já correu a prova e teve como melhor resultado um sétimo lugar, reconheceu a dificuldade do evento. "A São Silvestre é uma prova dura, com um percurso bem técnico e que tem reunido gente muito boa. Estou bem treinado e preparado para enfrentar os desafios do percurso e os adversários, mas sei que não será nada fácil", afirmou.
 
O bicampeão Edwin Rotich, por sua vez, preferiu destacar sua preparação. "Treinei e estou num ótimo momento. Vamos ver o que acontecerá no dia. Espero que de tudo certo e que possa comemorar mais um resultado positivo no Brasil. Venci duas vezes este ao aqui e o retrospecto é bom", destacou o atleta, que neste ano venceu a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro e foi bicampeão das 10 Milhas Garoto.
 
Feminino
 
As mulheres estrangeiras também não deixaram de destacar a confiança para a principal prova de rua da América Latina. Vencedora em 2008 e 2014, a etíope Ymer Ayalew quer mais uma conquista em seu currículo. "Vim atrás de mais uma vitória. Respeito todas minhas adversárias, mas quero vencer e vou fazer o máximo para conseguir isso. Adoro correr aqui e o público sempre me recebeu bem. Tenho certeza que terei esse apoio mais uma vez", declarou a atleta.
 
Uma de suas principais oponentes será a queniana Maurine Kipchumba, que chegou ao topo do pódio em 2012. "Minha expectativa é muito boa, mas depende das condições do tempo no dia. Tento me concentrar na minha prova e não me importo muito com as demais", explicou. Sua compatriota, Caroline Komen, seguiu a mesma linha. "Temos de pensar na nossa prova e nada mais. Isso já é muito importante para ter um bom desempenho", disse a campeã da Maratona de São Paulo.
 
Coletivas com brasileiros
 
Nesta quarta-feira, dia 30, será a vez do brasileiros conversarem com a Imprensa. A partir das 14h, no Hotel Estanplaza Paulista, Alameda Jau, 497, os destaques nacionais participarão da entrevista coletiva. São eles Giovani do Santos, quinto colocado no anos passado e tetra da Volta Internacional da Pampulha, Solonei da Silva, campeão da Maratona de São Paulo 2013 e da Meia Maratona de São Paulo 2015; Joziane Cardozo, melhor brasileira na São Silvestre 2014; e Sueli Pereira, nona colocada n ano passado.
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook