Estrangeiros esbanjam confiança na São Silvestre 2014

Bekele, Korir, Koech e Nancy / Foto: Sérgio Barzaghi/Gazeta PressBekele, Korir, Koech e Nancy / Foto: Sérgio Barzaghi/Gazeta Press

São Paulo - A 90º Corrida Internacional de São Silvestre, principal prova de rua da América Latina, promete ser emocionante. Com a presença de vários destaques nacionais e internacionais, a corrida, marcada para esta quarta-feira, dia 31, a partir das 7h45 - largada dos cadeirantes -, tem tudo para ser a melhor e mais equilibrada dos últimos anos. 
 
E por falar em estrangeiros, quatro destaques deste ano, o etíope Tariku Bekele, campeão em 2011, e os quenianos Stanley Koech, vice no ano passado, Mark Korir, campeão da Maratona de São Paulo em 2013, e Nancy Kipron, atual campeã no feminino, participaram da coletiva de Imprensa e se mostraram muito confiantes.
 
A programação de horários de largadas no dia 31 de dezembro, na Avenida Paulista, em São Paulo, tem a categoria Cadeirantes começando às 7h45. O pelotão de Elite feminino terá a largada às 8h40. Logo em seguida, às 9h, será a vez do pelotão de Elite masculino, Pelotão Especial (masculino e feminino), atletas em geral e com outras deficiências.
 
Destaque no cenário internacional, Tariku Bekele, bronze nos 10 mil metros nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, afirmou que fará o seu melhor. "Vim para ter um bom desempenho, como todos os demais. Estou bem preparado e espero poder brigar pelo segundo título na São Silvestre", afirmou o atleta. "Sei que a prova está muito forte, mas isso tem sido cada vez mais normal. Gosto de correr aqui e espero retribuir o carinho do público", encerrou.
 
Tariku tem o segundo melhor tempo da prova desde que passou a ter 15 km, com 43min32seg - o recorde é de Paul Tergat (QUE), em 1995 com 43min12seg. Mas ele não pensa diretamente em marcas na quarta-feira. "O percurso era diferente, com chegada no Parque do Ibirapuera. Vou tentar o máximo e se for bem o tempo será conseqüência", finalizou.
 
Vice-campeão da São Silvestre em três oportunidades, o queniano Mark Korir tem no currículo os títulos da Meia Maratona do Rio, em 2011, e da Meia das Cataratas, em 2013. O atleta disse que veio para vencer. "Chega de segundo lugar. Quero vencer a prova este ano e acabar com esse jejum. Fiz uma boa preparação e conheço bem o percurso. A momento é esse", afirmou.
 
Stanley Koech, vencedor da Maratona de São Paulo no ano passado e terceiro na São Silvestre, também está animado, mas reconhece que não será nada fácil. "Gosto muito daqui e tenho tido bons resultados. Venho tentar a vitória, mas sei que não será nada fácil, pois há muita gente boa neste ano. Agora é relaxar e esperar estar bem no dia 31 para brigar, pelo menos, por um lugar entre os três melhores", destacou.
 
Pronta para o bi - Nancy Kipron chega para defender seu título conquistado no ano passado. Com um currículo recheado de feitos no país, incluindo o bicampeonato na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, a atleta confirmou ter feito uma preparação especial para buscar mais uma vitória. "Fiz um treinamento específico para esta prova, pois quero o topo do pódio. Trata-se de uma prova que gosto muito e que me motiva demais", explicou a atleta.
 
Sobre o desafio com a Priscah Jeptoo, campeã de 2011 e prata o Mundial de 2011 e nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, ambos na maratona, Nancy reconhece estar ansiosa. "Estou bem animada para isso. Torna a prova ainda mais emocionante", finalizou a atual campeã da São Silvestre, que veio ao Brasil com a família.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook