Brasileiros prontos para desbancar estrangeiros na São Silvestre

Destaques nacionais na 89ª São Silvestre / Foto: Sérgio Shibuya / MBraga ComunicaçãoDestaques nacionais na 89ª São Silvestre / Foto: Sérgio Shibuya / MBraga Comunicação

São Paulo - Se depender do entusiasmo, os corredores brasileiros darão bastante trabalho aos estrangeiros na 89ª Corrida Internacional de São Silvestre. A principal prova do gênero na América Latina e que fecha o ano esportivo nacional é a atração desta quarta-feira, dia 31, reunindo 27.500 pessoas de 41 países. 
 
Giovani dos Santos, quarto colocado no ano passado, Damião dos Santos, vice na Volta da Pampulha 2013, Tatiele Carvalho, melhor atleta nacional com o sexto lugar em 2013, e Sueli Pereira, sétima, no ano passado, estão entre os destaques nacionais e se mostraram confiantes num bom desempenho.
 
A largada será na avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e a chegada acontecerá em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, no número 900. A primeira largada para os 15 km será dos corredores cadeirantes, às 6h50, e para portadores de necessidades especiais, às 6h55. O pelotão de elite feminino terá a largada às 8h40. Logo em seguida, às 9h, é a vez do pelotão de elite masculino, pelotão especial (masculino e feminino) e atletas em geral. 
 
Principal nome do país na atualidade, com resultados expressivos, Giovani dos Santos aposta numa boa preparação para superar os estrangeiros e recuperar o topo do pódio. "O segredo para vencer os quenianos é treinar muito e se dedicar ao máximo. Dessa forma, estaremos prontos para enfrentar qualquer adversário", destacou o bicampeão da Volta da Pampulha e da Meia Maratona Internacional de São Paulo, todos neste ano. "O Brasil tem condições de fazer bonito", completou.
 
Com relação a estratégia, ele disse que no ano passado acabou deixando os africanos se distanciarem próximo ao Pacaembu. "Fomos juntos até lá, mas depois perdi contato e ficou complicado. Este ano quero estar com o grupo o tempo todo, ficando para decidir nos quilômetros finais. Estou bem preparado e pronto para buscar esse objetivo", encerrou.
 
"Chegou a hora do Brasil". Assim o corredor Damião Ancelmo resumiu seu pensamento. O atleta disse que fez uma preparação muito forte e está pronto para lutar por um lugar entre os primeiros. "Trabalhei forte, mais até do que para a Pampulha, na qual fiquei em segundo. Por isso estou confiante para a prova de quarta-feira. Os resultados que temos alcançado nas últimas provas mostram que estamos mais próximo deles", declarou o corredor, melhor brasileiro na edição de 2011.
 
Feminino - Tatiele Carvalho, brasileira mais bem colocada no ano passado, com o sexto lugar, disse não estar pensando em colocação, mas sim no tempo. "As metas são melhorar o tempo, sendo que o resultado é conseqüência disso. Conseguir isso já é uma vitória. O foco é correr e chegar", afirmou a corredora, de 24 anos, uma das revelações do atletismo nacional. "As brasileiras têm condições de fazer uma boa prova, que o objetivo e todos.", finalizou.
 
Sueli Pereira, por sua vez, quer estar entre as dez primeiras. Em boas condições, ela acha isso possível e não se preocupa com as estrangeiras. "Chego bem para esta prova e quero estar entre as melhores. Se a situação possibilitar algo melhor, vamos atrás. Vencer as estrangeiras é difícil, mas não impossível", declarou a sétima colocada no ano passado e terceira na Meia de São Paulo, quinta na Meia do Rio e quarta na Volta da Pampulha deste ano.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook