Tudo pronto para a São Silvestre 2013

Com a participação recorde de 27.500 atletas, de 41 países, acontece nesta terça (31), a 89ª Corrida Internacional de São Silvestre / Foto: Sergio Shibuya / MBraga ComunicaçãoCom a participação recorde de 27.500 atletas, de 41 países, acontece nesta terça (31), a 89ª Corrida Internacional de São Silvestre / Foto: Sergio Shibuya / MBraga Comunicação

São Paulo - Com a participação recorde de 27.500 atletas, de 41 países, acontece nesta terça (31), a 89ª Corrida Internacional de São Silvestre, a principal corrida da rua da América Latina e que fecha o ano esportivo nacional. 
 
Os melhores nomes do esporte no país e destaques do exterior brigam pelo primeiro lugar na prova, que terá transmissão ao vivo pela TV Gazeta e Rede Globo a partir das 9h. A largada para os 15 km por ruas avenidas da Capital paulista será na Paulista, altura da rua Frei Caneca, e a chegada acontecerá em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, no número 900. 
 
A primeira delas, para corredores cadeirantes, será às 6h50, e para portadores de necessidades especiais, às 6h55. O pelotão de elite feminino terá a largada às 8h40. Logo em seguida, às 9h, é a vez do pelotão de elite masculino, pelotão especial (masculino e feminino) e atletas em geral.
 
Mais do que um competição de alto nível, capaz de atrair estrelas de vários países, a Corrida de São Silvestre é uma festa do esporte e um evento de todos. Por isso, além de contar com feras nacionais e internacionais, ainda terá atletas de todos os estados e países no Continente, que querem terminar o ano de forma saudável e divertida pela ruas paulistanas. Neste ano serão 41 países representados, fato que confirma a força da competição.
 
A relação de nações tem Brasil, Quênia, Uganda, Tanzânia, Marrocos, Etiópia, Estados Unidos, Argentina, Alemanha, Suíça, Colômbia, Japão, México, Peru, Chile, Franca, Bélgica, Espanha, Albânia, Canadá, Gana, Holanda, Itália, África do Sul, Áustria, Barbados, Bolívia, Bósnia, Costa Rica, Dinamarca, Equador, Inglaterra, Israel, Luxemburgo, Martinica, Paraguai, Portugal, Romênia, Suécia, Uruguai e Venezuela
 
Próxima de completar nove décadas e cada vez mais forte, a Corrida de São Silvestre segue reunindo o que há de melhor no país e destaques internacionais, num duelo que tem sido emocionante nos últimos anos. A alternância entre brasileiros e estrangeiros é mais um ingrediente nessa disputa que marca o encerramento do ano esportivo. Vencedores das duas últimas edições, os africanos querem manter essa condição na 89ª edição.
 
Os números da prova impressionam. São 1500 profissionais da organização, 150 agentes da CET, 150 profissionais de saúde. São 30 ambulâncias espalhadas pelo percurso, que tem ainda 1300 cavaletes, 800 cones, 150 conões e 4 mil grades. Os atletas terão à disposição 300 banheiros químicos e 400 mil garrafas de 300 ml de água Schin para a hidratação, espalhados pelos cinco postos. Dos inscritos, 20.625 são homens e 6.875 mulheres.
 
Brasileiros - Desde o quarto lugar obtido em 2012, Giovani dos Santos vem colecionando bons resultados. Venceu a Meia Maratona de São Paulo, a Corrida Eu Atleta 10k Rio e foi bicampeão na Volta Internacional da Pampulha, além de um quarto lugar na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. Estes resultados confirmam seu bom momento e a condição de brigar, mais uma vez, por um lugar no topo do pódio. 
 
"O objetivo é fazer uma boa prova. Estou concentrado e trabalhando muito para conseguir atingir esse objetivo. Como sempre vamos para fazer o melhor. Os últimos resultados dão confiança para seguir em frente, sempre com o apoio da equipe e da família", destaca o corredor.
 
No masculino, além de Giovani, o país ainda contará com Ivanildo dos Anjos, quinto colocado da Meia de São Paulo; Gilmar Lopes, que recentemente foi vice-campeão da Corrida Eu Atleta 10K Rio; Edmilson Santana, quarto e melhor brasileiro na Maratona Internacional de São Paulo de 2013; Giomar Pereira da Silva, campeão do Ranking Caixa/CBAt de Corredores Rua-2013, Damião Ancelmo, vice na Volta da Pampulha e que vem conseguindo se manter entre os Top Ten das principais provas; Ubiratan dos Santos, oitavo em 2012, entre outros.
 
Entre as mulheres, estão confirmadas Tatiele de Carvalho, melhor brasileira no ano passado com o sexto lugar; Sueli Silva, sétima colocada na 88ª SS, terceira na Meia de São Paulo, quinta na Meia do Rio e quarta na Volta da Pampulha; Roselaine Silva, nona na SS de 2012, quarto lugar na Meia de São Paulo e campeã do Ranking Caixa/CBAt de Corredores Rua-2013; Marizete Moreira dos Santos, décima em 2012; Cruz Nonata, quarta colocada na Maratona de São Paulo e na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro; e Marily dos Santos, que também tem conseguido bons resultados.
 
Estrangeiros - Edwin Kipsang Rotich, vencedor em 2012, integra a equipe Coquinho/Fila/Caixa e, no ano passado, além da São Silvestre, venceu a Corrida Eu Atleta 10K Rio. Em 2013, o corredor queniano foi campeão das meias maratonas de Medellín e de Bucaramanga, as duas na Colômbia, vice na Meia das Cataratas/Brasil, e terceiro da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. Sem dúvida, Edwin atravessa um bom momento e tem tudo para brilhar outra vez na São Silvestre.
 
Maurine Kipchumba não fica atrás não. A atleta da equipe Kenia/Luasa Sports/Caixa, de Luiz Antônio do Santos, terminou 2012 vencendo a Pampulha e a São Silvestre, mostrando sua força. Já em 2013, foi campeã da Corrida Eu Atleta 10k Rio, bicampeã na Pampulha e vice na Meia do Rio e nos 10K na Colômbia, confirmando sua condição de uma das feras das provas na América do Sul. Chega para mais uma São Silvestre preparada para fazer bonito.
 
Além dos atuais campeões, os Quênia ainda terá outras feras, como Mark Korir, terceiro na SS 2012 e que este ano venceu a Meia Maratona das Cataratas e foi vice na Meia Maratona Internacional do Rio e na Maratona da Coréia; Stanley Koech, campeão da Maratona de São Paulo 2013; Joseph Aperumoi, vice da São Silvestre e vencedor das Meia de São Paulo, ambas em 2012; Jacob Kiprotich, vencedor da Meia de Campinas (2012); e Kipkemei Mutai, campeão da Kagameka15K. 
 
No feminino estão Nancy Kipron, que venceu a Meia das Cataratas 2012 e este ano ganhou a Meia de Bucaramanga (Colômbia) e os 10k Tribuna; Ednah Mukhwana, vencedora da Maratona de Porto Alegre e da Meia da Cidade do Rio; Delvine Meringor, campeã da Meia da Praia Grande em 2013; e Recho Kosgei, segunda colocada nas Meia de Gaspar e na Corrida Matilat.
 
Da Tanzânia competem Sara Makera, campeã da Meia Maratona de São Paulo, da Meia das Cataratas e da Meuá Maratona da Caixa de Brasília, todos nesta temporada, e ainda foi vice na Volta da Pampulha 2013; Jackline Sakiu, vice na São Silvestre do ano passado e campeã da Meia maratona Golden Four Asics 2013; e Failuna Matanga, quinta colocada na Pampulha 2013 e vice na Meia da Ponte Rio 2013. Nicholas Kiprono será o representante de Uganda e vem como tempo de 1h01min02 na Meia de Marrakesh deste ano.
 
Entre os etíopes inscritos os destaques são Kabede Gudeta, campeã geral da Coca-Cola Race Series e da Greta Ethiopian Run 10k, ambas neste ano; Gemechu Kulu, campeão da Coca-Cola Race Series e da Ethiopian Club TRack Championship. Fikadu Dinbushe e Gebreslase Woldegebreel, no masculino, e Etalemahu Habtewold, no feminino, completam a lista da Etiópia na edição 2013 da São Silvestre.
 
Finalmente, o atletismo marroquino está representado por Mohamed Al Rachimi, campeão da Paris/Versalhes, em 2009, e vice nos 10K Tribuna, 2011; Abderrahim El Asri, segundo na Meia Maratona Villa de Madri, em 2011; e Abderrahime Bouramdane, experiente atleta. No feminino a atração é Asmae Leghzaoui, vencedora da Meia de Marrakesh em 2011.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook