Bradesco anuncia apoio ao Rugby até 2020

Anuncio foi feito durante o lançamento do novo uniforme da seleção brasileira / Foto: Gaspar NobregaAnuncio foi feito durante o lançamento do novo uniforme da seleção brasileira / Foto: Gaspar Nobrega

São Paulo - O Bradesco assume o compromisso de 10 anos de apoio contínuo ao Rugby com a renovação do patrocínio máster à Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) até 2020.
 
O anúncio ocorreu durante o evento de lançamento do novo uniforme da seleção brasileira. Para salientar a relevância desse patrocínio, o Banco recebeu um selo de reconhecimento de suporte a modalidade, entregue por Agustin Danza, CEO da CBRu.
 
A camiseta lançada enfatiza a identidade tupi que será o único emblema no uniforme, substituindo inclusive o símbolo da confederação. Além disso, as mangas serão tomadas por uma arte tribal, em referência à etnia indígena. A versão seguirá com opções nas cores amarelo e verde e a principal novidade é que contará também com modelo feminino. O novo uniforme será estreado em um jogo contra o Uruguai, no dia 20 de maio, em Montevideo no Estádio Charrúa, pelo torneio Sul-Americano de Rugby XV.
 
Com o objetivo de continuar contribuindo para o desenvolvimento da modalidade, o Bradesco quase triplicou investimentos na confederação para os próximos quatro anos. “Estamos olhando Pra Frente e entendemos que para isso precisamos investir. A CBRu nos apresentou um planejamento consistente e bem estruturado para os próximos anos e não temos dúvidas que celebraremos juntos cada conquista”, avalia Márcio Parizotto, diretor de marketing no Bradesco. “Além do apoio a confederação, manteremos também nossa plataforma de ativação “Super Desafio Bra” –   sempre com o objetivo de disseminar curiosidades e regras das modalidades patrocinadas e proporcionar experiências ímpares para o público presente nos jogos da seleção brasileira”, complementa o executivo.
 
Desde 2010, quando o Bradesco iniciou a parceria com o esporte, a seleção feminina já conquistou 7 sul-americanos, foi também medalha de bronze do 7s Feminino no Pan-Americano de Toronto 2015. A seleção masculina de XV subiu para o grupo A de América do Sul em 2013. E o desempenho do time feminino nas Olimpíadas de Rio 2016 garantiu vaga permanente no Circuito Mundial de Sevens. A parceria com a confederação também viabilizou a realização de três etapas da Série Mundial de Sevens Feminino, em Barueri, organização de torneio na praia, além de amistosos com seleções tradicionais em estádios, como Pacaembu e Allianz Parque.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook