Tóquio 2020: Atleta do Clube Esperia é aposta Olímpica

Matheus Massami / Foto: DivulgaçãoMatheus Massami / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro - Este ano, o maratonista aquático Matheus Massami passou a treinar com o técnico - vencedor do Bronze na última edição dos Jogos Olímpicos - Ricardo Cintra 2016 foi um grande ano para o Departamento Esportivo do Clube Esperia, um dos mais tradicionais do país.
 
Após mais de 50 anos, o Clube contou com uma atleta e participando dos Jogos Olímpicos e quatro paratletas nos Jogos Paralímpicos. Além disso, a associada Poliana Okimoto conquistou a medalha de bronze, se estabelecendo como a primeira mulher brasileira a garantir uma medalha na natação.
 
Agora, vemos mais um nadador esperiota se destacar na modalidade: Matheus Massami Hirota Costa. Com apenas 18 anos e treinando no Esperia desde 2010, o nadador participou recentemente do Campeonato Sul-Americano Juvenil 2017 de Maratonas Aquáticas, integrando a seleção brasileira, que foi campeã da competição. Sob as orientações do técnico Ricardo Cintra, Matheus tem evoluído a cada nova disputa.
 
“A Poliana começou a treinar no Esperia em 2012. Desde então tive a oportunidade de acompanhar mais de perto os treinos do Matheus e imediatamente percebi o talento nato dele. Apesar de conseguir bons resultados, percebi que ele não tinha muita noção de como eram os treinos de atletas de ponta, o que não permitia que todo o seu potencial fosse alcançado. Em algumas ocasiões, durante as férias por exemplo, ele pediu que eu deixasse que ele participasse dos treinos ao lado da Poliana e a partir daí ví que ele conseguia acompanhá-la e do que era capaz”, conta Ricardo.
 
No final do ano passado, Ricardo assumiu oficialmente o posto de técnico do atleta e os resultados já são nítidos! “Em 6 meses o tempo dele foi de 4.7 para 3.57, nos 400m. É uma evolução sensacional em um prazo tão curto. Vejo nele um grande potencial para representar o Brasil no Jogos Olímpicos e de trazer uma medalha para casa. Além disso, tem sido muito bom para a Poliana ganhar um companheiro de treino”, finaliza.
 
“Além de treinar com um técnico que não apenas participou da última edição dos Jogos Olímpicos, mas também subiu ao pódio, pratico ao lado da Poliana Okimoto. Essa é uma oportunidade que não aparece todo dia, a experiência deles e o nível de conhecimento são impressionantes. Fico feliz que o Ricardo tenha visto em mim o mesmo potencial que viu na Poliana e espero poder retribuir da mesma forma que ela, com resultados excelentes”, comenta Matheus.
 
O atleta conta ainda que sempre amou estar dentro d’agua e começou os treinos bem cedo, ainda na infância. “Uma vez, por gostar muito de água, pulei na piscina sem saber nadar e afundei. No dia seguinte minha mãe decidiu me matricular em uma escolinha de natação e desde então, nunca parei de praticar”.
 
“A equipe de Natação do Esperia tem se destacado em diversas competições pelo país. Além da dedicação e empenho dos atletas, equipe técnica e Departamento Esportivo, também contamos com o apoio do Comitê Brasileiro de Clubes – CBC. Por meio da aprovação do projeto de formação de atletas “Esperia Rumo a Tóquio”, a modalidade é uma das beneficiadas com recursos provenientes da Nova Lei Pelé”, comenta Osmar Monteiro, presidente do Clube.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook