História

Tiro Esportivo

Os primeiros torneios de tiro ao alvo com armas de fogo surgiram apenas no século XIX, com competições na Suécia, logo se alastrando para o restante da Europa.

Uma das entidades mais importantes no desenvolvimento do esporte foi a National Rifle Association, dos Estados Unidos, fundada em 1871. Posteriormente foi criada a Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF), que hoje possui 154 países filiados.

O Tiro está presente como esporte oficial em Olimpíadas desde a primeira edição da Era Moderna, em 1896, em Atenas, ficando fora apenas das edições de 1904, em St. Louis, nos Estados Unidos, e em 1928, em Amsterdã, na Holanda.

O número de provas de tiro ao alvo já variou bastante ao longo dos jogos. Foram 21 modalidades em 1920 e apenas duas em 1932.Três provas para as mulheres foram introduzidas em 1984. Antes disso, elas disputaram pela primeira vez em 1968, mas em competições masculinas. A mexicana Nuria Ortiz foi a pioneira e terminou em 13º lugar na prova de skeet. A primeira mulher a ganhar uma medalha no tiro chamava-se Margaret Murdock, em 1976, com carabina de três posições.

O tenente do exército brasileiro Guilherme Paraense foi o primeiro esportista do país a ganhar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, feito conseguido nos Jogos de Antuérpia 1920, na modalidade tiro rápido. Durval Guimarães representou o Brasil em cinco olimpíadas consecutivas

A Europa é o principal continente no mundo do Tiro Esportivo, com países fortíssimos em todas as quatro modalidades, como Suíça, França, Dinamarca, Noruega e Holanda. Fora do continente, os Estados Unidos são os principais adversários.

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook