Brasil larga na Final da Copa das Nações FEI em Barcelona nessa quinta, 28/9

Dezoito equipes competem na primeira rodada da Longines FEI Nations Cup Jumping Final no CSIO5* de Barcelona, mais tradicional e prestigiada disputa por equipes no hipismo, e as oito melhores vão para final no sábado, 30/9 / Foto: Liz Greeg/FEIDezoito equipes competem na primeira rodada da Longines FEI Nations Cup Jumping Final no CSIO5* de Barcelona, mais tradicional e prestigiada disputa por equipes no hipismo, e as oito melhores vão para final no sábado, 30/9 / Foto: Liz Greeg/FEI

Barcelona - Essa semana, entre 28/9 e 1/10, acontece o 106º Concurso de Salto Internacional - CSIO5* de Barcelona. Pelo quinto ano consecutivo e 25 anos após sediar o hipismo no Jogos Olímpicos de 1992, o Real Club de Polo de Barcelona recebe a final da Copa Nações - FEI Nations Cup™ Jumping Final.
 
Participam da Copa das Nações 18 equipes: Alemanha, Bélgica, Brasil, Canadá, EUA, Espanha, França, Grã Bretanha, Holanda, Irlanda, Itália, México, Nova Zelândia, Suíça, Suécia, Emirados Árabes e Ucrania.
 
A equipe brasileira é formada por Pedro Veniss /Quabri de I´Isle ou For Felicia, Eduardo Menezes / Quintol ou Caruschka, Pedro Muylaert / Prince Royal Z MFS ou Chacoe, Yuri Mansur / Babylotte ou Inferno e Luiz Felipe de Azevedo Filho / Berdina ou Chacito (reserva). O cavaleiro top e treinador Pedro Paulo Lacerda é o chefe de equipe do Brasil. Até o final dessa quarta-feira, 27, sai a escalação oficial do Brasil e demais 17 equipes.
 
Na quinta-feira, 28/9, acontece a primeira passagem da Copa das Nações, as oito melhores equipes se classificam para a grande final que acontece no sábado, 30/9. As outras 10 equipes disputam o Longines FEI Nations Cup™ Jumping Final - Challenge Cup na sexta-feira, 29/9.
 
A equipe brasileira vem de ótimos resultados na temporada 2017: foi ouro no CSIO5* de Hickstead na Inglaterra, em 28/7, e CSIO3* Samorin na Eslováquia, em 1/9, e há duas semanas, em 9/9, prata no CSIO5* de Spruce Meadows, no Canadá.
 
O campeão olímpico brasileiro Rodrigo Pessoa, dono de três medalhas olímpicas pelas cores do Brasil - dois bronzes por equipes em Atlanta 1996 e Sidney 200 e ouro individual em Athenas 2004 - desde o começo de 2017 é o chefe de equipe da Irlanda. Recentemente a Irlanda, após um hiato de 16 anos, foi ouro por equipes no Campeonato Europeu. Agora em Barcelona, desde que Rodrigo assumiu o comando da equipe irlandesa é a primeira vez que por tabela também enfrenta o Brasil. Até os Jogos Olímpicos Toquio 2020, o cenário pode mudar com Rodrigo Pessoa - que está em busca de novos cavalos - de volta a equipe brasileira.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

Rio 2016

Hortência dá conselhos ao filho:  "Vila Olímpica é disneylândia sexual"

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook