Está dada a largada do CSI-W Indoor na Sociedade Hípica Paulista

Maior Concurso de Salto Internacional Indoor do continente reune a elite do esporte na centenária casa, entre 20 e 24/9 / Foto: Luis RuasMaior Concurso de Salto Internacional Indoor do continente reune a elite do esporte na centenária casa, entre 20 e 24/9 / Foto: Luis Ruas

São Paulo - Nessa terça-feira, 19, cavaleiros top do Brasil e do Uruguai participaram da coletiva de imprensa de abertura do Concurso de Salto Internacional e Nacional Indoor que chega a sua 27ª edição na Sociedade Hípica Paulista (SHP), a partir dessa quarta-feira, 20, até domingo, 24/9.
 
Estiveram presentes os cavaleiros olímpicos Felipe Amaral, atual campeão brasileiro e líder do ranking brasileiro Senior Top, e José Roberto Reynoso Fernandez Filho, bicampeão brasileiro Senior Top 2015/2016 e campeão do GP Indoor 2010, o tetracampeão brasileiro senior top Francisco Musa e campeão do GP Indoor 2008, José Luiz Guimarães de Carvalho, campeão do GP Indoor 2006, Victoria Mendonça, campeã Sul Americana Junior 2016 e campeã brasileira Young Riders 2017, o cavaleiro pan-americano uruguaio Marcelo Chirico, campeão olímpico da Juventude 2000, e o cavaleiro Claudio Aleoni Arruda, portador da síndrome de Down e professor do pônei clube da Escola de Equitação SHP.
 
Ainda marcaram presença os anfitriões Romeu Ferreira Leite Junior, presidente da SHP, e Caio Costa, diretor de Salto da casa, os dirigentes Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), e Luiz Roberto Guigni, presidente da grupo 6 e membro do comitê executivo da Federação Equestre Internacional (FEI).
 
Para Caio Costa, "é um grande um grande organizar esse evento e sempre com o objetivo de superar as edições anteriores. Temos o GP válido pela Final da liga Sul Americana para Copa do Mundo 2018 em Paris, ranking Brasileiro Senior Top. Também estamos com muitas atrações paralelas como a prova show 4 barras que pode a 2 metros, o desafio x carro, shows musicais e muito mais para passar um final de semana agradável com a gente."
 
Os cavaleiros também falaram da importância do principal concurso da SHP. "É uma honra competir no Indoor e mesmo quando eu morava na Europa, vinha especialmente para competir aqui. Ainda não ganhei o GP, mas estou na batalha", disse Felipe Amaral. Para José Luiz Guimarães da Carvalho, ilustre representante casa em busca do bi, "o Indoor é um dos Concurso mais difíceis de vencer e a exemplo de outros cavaleiros também me preparei todo ano para chegar em forma no GP. Apesar de ser uma competição existe um convívio entre todos os atletas é isso faz a diferença em nosso esporte."
 
José Reynoso, 3º no ranking Senior Top, afirmou estar no páreo. "O ranking é um concurso que a gente quer vencer. Tive um começo de ano difícil, mas ainda tenho chances", disse Zé, que em 2016 bateu na trave com o vice no GP Indoor. O uruguaio Marcelo Chirico,que monta FL Baloudarc um filho de Baloubet du Rouet, prometeu brincar pelo título. "Meu cavalo ficou três anos sem saltar devido a uma cólica e agora recuperado queremos voltar com tudo e brigar pelo título do GP."
 
Dirigentes com a palavra - Para Ronaldo Bittencourt Filho, "o Indoor equipara-se aos melhores Concursos Hípicos do mundo com cavaleiros e cavalos de altíssimo nível. Ao mesmo tempo, boa parte dos nossos jovens talentos que disputam o Sul Americano da Juventude, de 2 a 8/10, na Argentina, também estão fazendo os ajustes finais Indoor e em treinamento aqui na Sociedade Hípica Paulista."
 
Luiz Roberto Giugni apontou importantes mudanças para as modalidades do hipismo no Odesur - Campeonato Sul Americano 2018 em Cochabamba na Bolívia. "Por conta das dificuldades do transporte aéreo e terreste, altura, infraestrutura e condições sanitárias, as modalidades do hipismo serão disputadas em outro local, provavelmente na Argentina ou Chile. A definição será anunciada pela FEI em novembro", disse o dirigente da FEI, que esteve na presidência CBH nos últimos dois ciclos olímpicos.
 
Programação - Ao todo serão disputadas 23 provas de 1.10 a 1.60 metro, seis internacionais e 15 nacionais com armação da renomada course-designer internacional Marina Azevedo. As principais provas internacionais acontecem na sexta-feira, 22, qualificativa do GP, às 20h00, o Small GP / Clássico, a 1.40 metro, no sábado, 23, às 18h30, disputa válida pela Final do Hermès Young Talent que premia o campeão com uma clínica com o campeão olímpico Rodrigo Pessoa, e no domingo, 24, o GP World Cup e Ranking Brasileiro Senior Top, com a 1ª volta às 14h30 e 2ª e decisiva volta, às 18h00.
 
Atrações paralelas - Duas provas show que prometem levantar o público: no sábado, 23, a prova de 4 barras que pode chegar a 2 metros ou mais e no domingo, 24, o desafio carro x cavalo e intervalo do GP World Cup e Ranking Senior Top que encerra a competição. Participam do desafio carro x cavalo Chico Serra, tricampeão brasileiro da Stock Car, Daniel Serra, líder da temporada Stock e Beto Gresse, campeão do desafio na edição 2016.
 
Também no sábado, 23, a Sociedade Hípica Paulista (SHP) mais uma vez inova em sua plataforma de entretenimento com diversas apresentações com destaque para o Universo Casuo, fundado por Marcos Casuo que atuou por 8 anos no Cirque du 

Veja Também: 

 

 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

Rio 2016

Hortência dá conselhos ao filho:  "Vila Olímpica é disneylândia sexual"

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook