Brasil enfrenta estilo oriental do Japão na estreia do Mundial Feminino

Primeira partida será disputada neste sábado (2), às 14h45 (horário de Brasília) / Foto: DivulgaçãoPrimeira partida será disputada neste sábado (2), às 14h45 (horário de Brasília) / Foto: Divulgação

Alemanha - O Brasil estreia, neste sábado (2), no Mundial Feminino de Handebol da Alemanha. O primeiro adversário será o Japão, às 14h45 (horário de Brasília), com transmissão dos canais SporTV. As duas equipes fazem parte do grupo C, com sede em Oldenburg. O time comandado pelo espanhol Jorge Dueñas chega com uma boa expectativa após cumprir um período de treinamento e amistosos na Romênia, com sequência esta semana já em solo alemão.
 
Assim como na última edição, em 2015, as brasileiras, campeãs mundiais em 2013, começam a competição contra uma equipe oriental (em 2015 foi a Coreia do Sul), o que significa enfrentar um estilo de jogo bem diferente.
 
O técnico espanhol Jorge Dueñas assumiu o comando do Brasil este ano e ainda está em processo de implantação de uma nova filosofia de jogo. Por isso, o período na Europa antes da estreia tem sido fundamental. "Vamos melhorando a coordenação do nosso jogo. A defesa está adquirindo mecanismos e estamos buscando algumas variantes no ataque. A partida com o Japão será difícil. O jogo delas é bastante rápido, com muitas combinações. A defesa delas é muito ativa e têm grande velocidade no contra-ataque. Precisamos fazer um bom jogo para vencer", afirmou. 
 
Eduarda Amorim disse que preparação feita pela equipe foi bem proveitosa e ela afirma que a Seleção irá fazer de tudo para começar com o pé direito. "Tiramos bom proveito da nossa preparação. Tivemos mais momentos bons que ruins. Aos poucos estamos encaixando as jogadas e o ritmo entre as atletas. Espero começar o Mundial com uma vitória, por mais que toda estreia apresente um certo nervosismo. O Japão tem um estilo muito diferente do nosso, mas vamos nos concentrar bastante para esse primeiro passo", disse.
 
Com uma nova formação e sob o comando de um novo treinador, o Brasil terá um grande teste neste Mundial. Na Romênia, as brasileiras disputaram o Troféu Carpati. Durante o período, venceram a Macedônia e foram superadas pela Polônia e pelas donas da casa. "Nossa equipe ainda precisa corrigir muitos detalhes, mas aos poucos estamos evoluindo. Está sendo muito bom trabalhar com esse grupo, pois todas estão motivadas e isso para mim é muito importante", acrescentou Duda.
 
A armadora direita, que já foi eleita a melhor jogadora do Mundo, aposta em três adversários mais perigosos no grupo. "Os confrontos contra Rússia e Dinamarca serão bem difíceis, pois elas têm uma equipe mais forte. Montenegro também preocupa, agora que algumas atletas mais experientes voltaram para a Seleção. Mas, estamos prontas para lutar muito em todos os jogos." Além das três equipes europeias e do Japão, também faz parte do grupo a Tunísia.
 
Programação da primeira fase
 
Grupo C
 
Sábado (02/12)
11h - Rússia x Tunísia 
14h45 – Brasil x Japão 
17h30 - Dinamarca x Montenegro
 
Domingo (03/12)
11h – Tunísia x Brasil 
14h45 - Montenegro x Rússia 
17h30 - Japão x Dinamarca
 
Terça-feira (05/12)
9h - Montenegro x Japão 
14h45 – Rússia x Brasil 
16h30 - Dinamarca x Tunísia
 
Quarta-feira (06/12)
11h - Rússia x Japão 
14h45 - Tunísia x Montenegro 
17h30 – Brasil x Dinamarca
 
Sexta-feira (08/12)
9h - Japão x Tunísia 
14h45 – Brasil x Montenegro
17h30 - Dinamarca x Rússia
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook