Silvia Helena revive emoção de retornar aos Jogos Escolares como embaixadora

Ex-atleta da Seleção está em Curitiba (PR), cidade que abrigou a edição de 1995, quando ela era atleta e disputou a primeira competição fora do Maranhão / Foto: DivulgaçãoEx-atleta da Seleção está em Curitiba (PR), cidade que abrigou a edição de 1995, quando ela era atleta e disputou a primeira competição fora do Maranhão / Foto: Divulgação

Curitiba - Em 1995, a magia dos Jogos Escolares da Juventude, realizados em Curitiba (PR), contagiaram uma jovem atleta do handebol do Maranhão, que até então, não podia imaginar tudo o que ainda iria conquistar no esporte.
 
Vinte e dois anos mais tarde, ela voltou a viver esse sonho, mas do outro lado, com a missão de apoiar e incentivar crianças, que como ela, têm grandes objetivos. A história é de Silvia Helena Pinheiro, ex-armadora da Seleção, que com o Brasil disputou Pan-Americanos, Mundiais e Jogos Olímpicos, e agora foi a embaixadoras da modalidade no maior evento escolar do País.
 
Durante toda essa semana na capital paranaense como um exemplo para os jovens atletas da edição de 12 a 14 anos, Silvia contou que a emoção fez parte do dia-a-dia dela nos Jogos. Ter a responsabilidade de ser a madrinha do handebol já é uma grande honra, mas a coincidência de retornar ao local onde tudo praticamente começou não tem preço.
 
"Eu estou imensamente feliz. Os Jogos Escolares, em 1995, foi meu primeiro campeonato, minha primeira viagem como atleta fora do Estado, exatamente no mesmo lugar, Curitiba (PR), no ginásio Tarumã", contou.
 
Para ela, essa é uma oportunidade única, de poder agregar um pouco mais à modalidade que tanto ama e que transformou sua vida. "Foi uma honra imensurável ser embaixadora e poder contribuir para o esporte. É sempre muito gratificante para mim. O JEJ hoje tem um formato diferente mas tem a mesma relevância daquela época", resumiu a armadora, que hoje trabalha como auxiliar na equipe maranhense Moto Club, integrante da Liga Nacional desde o ano passado.
 
Os Jogos Escolares da Juventude em Curitiba (PR) chegaram ao fim nesta quinta-feira (21) e contaram com a participação de 4 mil alunos de 1400 escolas do País. 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook