Francielly Machado encerra a carreira de ginasta

Francielly com a Seleção no Mundial de 2017 / Foto: Ricardo Bufolin/CBGFrancielly com a Seleção no Mundial de 2017 / Foto: Ricardo Bufolin/CBG

São Paulo - A Seleção de Conjunto de Ginástica Rítmica iniciou o ano com muito trabalho e uma nova formação. Cinco atletas foram agregadas ao grupo a partir deste mês e se juntaram à ginastas que já compunham a equipe no ano passado. Porém, entre as veteranas, a Seleção terá de contar com uma ausência importante. Francielly Machado, ginasta do conjunto há cinco anos, não retornou aos treinos no Centro Nacional de Treinamento em Aracaju (SE). A capixaba decidiu encerrar a carreira de ginasta na Seleção de Conjunto.
 
Francielly era uma das atletas mais experientes do Conjunto Brasileiro, tendo feito parte, inclusive, da Seleção que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (RJ).
 
Francielly lamenta a saída da equipe e conta que seguirá na torcida pelas companheiras. “Foram cinco anos na Seleção de Conjunto. O melhor período da minha vida. Durante esse tempo aprendi muito, evoluí, cresci e amadureci. Foram anos de muita dedicação e superação. Agradeço muito à Camila (treinadora) e à Bruna (assistente) pela oportunidade e parceria de tantos anos. Foi uma decisão muito difícil, mas saio realizada e agora ficarei na torcida por essa equipe linda”, disse a ginasta.
 
“A saída da Fran, com certeza, é uma perda para o grupo, já que ela era titular nas duas coreografias. Mas tudo na vida tem o seu tempo e ela sai pela porta da frente, com a certeza que cumpriu seu papel. Tem uma hora que precisamos respeitar o nosso corpo e chegou o momento dela parar”, comentou a treinadora da Seleção de Conjunto, Camila Ferezin.
 
A técnica destaca a disciplina e a doação da ginasta todo este tempo que fez parte da equipe. “A Fran foi muito importante para o grupo. A dedicação, empenho e força de vontade fizeram com que ela se destacasse e fosse a cara do Brasil. Ela vai embora, mas deixa muito de ensinamento para a nova geração. É muito inspirador ver uma menina de uma história tão humilde chegar onde ela chegou. Ela é a prova viva de que o esporte pode transformar e levar o atleta aos melhores caminhos”, disse Camila.
 
Uma nova atleta está sendo avaliada para ocupar o posto. “Convidamos a ginasta Maria Luiza Gomes Dias, da Unopar, de Londrina(PR), para ser avaliada. Ela esteve na seletiva realizada no final do ano passado, mas não pôde ingressar entre as escolhidas porque sofreu uma lesão no pé logo nos primeiros dias da seletiva. Assim, caso ela obtenha o índice técnico será convidada para integrar o grupo junto com as demais”, revelou a treinadora.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook