Na estreia do Mundial, Natália Gaudio é a 3ª melhor entre atletas das Américas

A jovem Karine Walter também deu início à competição e fez uma boa apresentação, nesta quarta-feira, na Itália / Foto: Ricardo Bufolin/CBGA jovem Karine Walter também deu início à competição e fez uma boa apresentação, nesta quarta-feira, na Itália / Foto: Ricardo Bufolin/CBG

Itália - O Brasil fez a estreia no Mundial de Ginástica Rítmica, em Pesaro, na Itália, nesta quarta-feira (30). Natália Gaudio e Karine Walter deram início à competição individual com as apresentações dos aparelhos arco e bola. Natália, com a experiência de ter sido a representante brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, foi a terceira melhor colocada do dia entre as atletas do Continente Americano, e Karine mostrou com juventude que tem um grande futuro pela frente.
 
Com apenas 15 anos, Karine teve a responsabilidade de abrir o campeonato. Integrante do grupo A, ela foi a primeira da rotação. A paranaense obteve a nota 10,100 no arco e, depois, teve um desempenho superior na bola, com 12,850.
 
Para a técnica Gracieli Morais, o fato de ser a primeira atleta a se apresentar, ainda mais sendo o primeiro Mundial adulto da ginasta, acabou pesando um pouco. "Hoje, aconteceram algumas falhas. Ela tem apenas 15 anos e ainda lhe falta experiência, e, além disso, é o primeiro Mundial do novo ciclo. Por tudo isso, não podemos negar que a Karine tenha sentido."
 
Mesmo que o resultado não tenha sido como planejado no primeiro dia, Karine se mostrou muito positiva e, principalmente, com muita vontade de evoluir. "Ela comentou o quanto é incrível estar aqui. O sentimento de estar dentro da quadra é muito bom. Ela lamenta por ter falhado, mas já se sentiu melhor na segunda apresentação, mesmo ainda nervosa. Para amanhã, ela já demonstra vontade de cada vez evoluir mais. Isso é o importante. Que ela continue treinando, se esforçando e assistindo essas meninas que têm mais experiência que ela para tentar absorver um pouco dessa energia delas, ver como elas competem, como se comportam na quadra e tentar chegar o mais próximo possível disso", acrescentou Gracieli.
 
Natália Gaudio, que recentemente retornou ao tablado para competir após uma lesão no pé e alguns meses de recuperação, ficou feliz com as duas séries. No arco, a capixaba somou 13,550 e na série com bola, 13,700. A brasileira foi a terceira melhor colocada das Américas no Individual Geral até aqui. 
 
A técnica Monika Queiroz elogiou a performance artística da ginasta. "Eu acho que foi uma boa estreia. Começamos com dois aparelhos, nos quais as notas subiram com relação à Copa do Mundo de Kazan. Acho que o grande momento foi levantar a arquibancada, porque são 100 ginastas, então, é preciso mostrar alguma coisa de especial, de diferente. Foi bom também sentir como ela estava solta para fazer o artístico, que hoje é uma exigência muito forte e nem todas as ginastas conseguem fazer bem. Esse aspecto de se apresentar para o público é um diferencial", comentou.
 
Natália também gostou das apresentações, mas espera mais para a sequência da competição classificatória amanhã. "Acho que o dia foi muito bom porque eu fiz a estreia no arco e já saí bem feliz da quadra. Isso é importante, começar o primeiro dia já segura, porque aí vai crescendo para o segundo dia. Então, espero que amanhã seja melhor do que hoje. São dois aparelhos que eu gosto muito também. Como tive um resultado muito bom na fita em Kazan, quero repetir aqui. Vou trabalhar para amanhã competir melhor que hoje", disse a atleta, lembrando que foi a décima colocada na Copa do Mundo, na Rússia, última etapa antes do Mundial.
 
Ela afirma que boas apresentações na fita e nas maças, programadas para esta quinta-feira (31), podem fazer uma boa diferença. "São aparelhos em que muitas atletas cometem erros, algumas imprecisões, então, realmente é uma nota que faz diferença no geral. Realmente, é preciso trabalhar duro com as maças e a fita, porque se eu conseguir subir as notas desses aparelhos, consequentemente sobe minha classificação no geral, e isso é muito bom, mas prefiro não criar expectativas. É melhor ter uma boa surpresa que uma decepção. O importante é trabalhar e esperar os resultados chegarem", finalizou Natália.
 
Para amanhã, o dia é reservado para as apresentações de maças e fita, a partir das 4h. As finais são no mesmo dia, às 16h35. Na sexta-feira (1), as melhores 24 ginastas na soma de todos os aparelhos competem a final do Individual Geral. No sábado e no domingo, o campeonato dará lugar aos conjuntos com as séries de cinco arcos e de três bolas e duas cordas. As classificatórias são no sábado e as finais no domingo. O conjunto brasileiro deixou hoje a Bulgária, onde fez aclimação para o Mundial e treinou ao lado da Seleção Búlgara. 
 
Programação Mundial de Pesaro - Individual 
*Horário de Brasília
 
Quarta-feira (30) 
4h às 14h30 - Qualificatória arco e bola 
15h às 15h45 - Cerimônia de abertura 
16h às 16h30 - Final arco 
16h às 17h05 - Final bola 
17h10 às 17h30 - Premiação arco e bola
 
Quinta-feira (31)
4h às 14h30 - Qualificatória maças e fita
16h às 16h30 - Final maças
16h35 às 17h05 - Final fita 
17h10 às 17h30 - Premiação maças e fita
 
Sexta-feira (1)
10h15 às 15h55 - Final Individual Geral 
16h às 16h20 - Premiação Individual Geral
 
Sábado (2)
10h30 às 16h - Competição geral conjunto 
16h às 16h20 - Premiação all around conjunto
 
Domingo (3)
9h às 9h40 - conjunto cinco arcos - final 
9h45 às 10h25 - conjunto três bolas e duas cordas - final 
10h25 - Premiação por aparelhos conjunto 
10h45 - Gala/Cerimônia de encerramento
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook